segunda-feira, 29 de maio de 2017

A Globo sai em defesa da Federal. Torquato vai peitar os Marinho?

globopf
As Organizações Globo, certamente avisadas por seus “correspondentes” de colete e touca ninja, saltaram em defesa da Polícia Federal diante da “grave ameaça” de que fosse feito o que está na lei: o Ministro da Justiça indicar ao Presidente da República aquele que deseja ver em sua chefia, como qualquer repartição pública.
Mas isso a Globo não admite.
Primeiro foi seu porta-voz Merval Pereira, na CBN, dizendo que não vê na nomeação de Torquato Jardim “nenhuma outra razão para mudança (…)que não seja uma tentativa de interferir no trabalho da Polícia Federal”. E adverte que ” se o novo ministro mudar o diretor ou tentar interferir na PF a favor do governo vai criar uma crise política  muito grande.”
Parece que a voz de Merval não bastou e, poucas horas depois, outro editorial na primeira página do site é mais duro. Diz que  o “objetivo evidente” da nomeação de jardim “é controlar, enfim, a Polícia Federal, sonho de todo político implicado em malfeitos”.
O Diário Oficial do Reino do Jardim Botânico decreta que o diretor geral da PF, Leandro Daiello, é “imexível”.
A Globo, claro, tem suas razões. Desde que propicie os espetáculos midiáticos, serve para a PF até o “Japonês”.
Torquato Jardim, de quem o jornal diz “desgostar da Lava Jato, vai levar em frente a mudança?

Nenhum comentário:

Postar um comentário