sábado, 18 de novembro de 2017

Jairo Junqueira foi exonerado pela prefeitura de São Paulo

EXONERADO! #URGENTE
Após as inúmeras denúncias de pendências no CADIN contra Jairo Junqueira, nomeado por Doria Jr para coordenar parte da Secretaria Municipal de Direitos Humanos, Bruno Covas, Chefe da Casa Civil assinou na data de ontem, a exoneração do então coordenador de criança, adolescente e juventude da Prefeitura.
Jornalistas Livres
Empresa de mídia/notícias

São Roque Orçamento 2018 Gasto com a saúde subirá 8,3%, pessoal cresce 20,5%, e investimentos caem 33%





Para o ano que vem a Saúde terá um crescimento que é  mais que o dobro de todo o orçamento (3,3%).Este crescimento é grande para pessoal, indicando a possibilidade de reajuste e  contratação de pessoal para esta area.
Já o custeio aumentará 3,6% , mas há queda de -3,68% de material de consumo.O repasse para a Santa Casa pulará de 16,5 milhões para  17,4 milhões, um aumento de R$ 900 mil ou 5,45%
O Auxilio Financeiro Programa Mais Médicos terá incremento de 50%, mostrando que  prefeitura apoiará esta importante política pública.
Já a campanha de castração de cães e gatos sofrerá corte de 13%, assim como as ações de vigilância  prevenção e controle  DST/Aids e hepatite virais que perderão 33% de sua verba.
Os recursos para investimentos caem 33% , com destaque para obras com redução de quase 70%, por exemplo não há recursos previsto para obras dos postos de saúde do Taboão e do Guaçu. Para equipamentos , como veículos , os recursos  crescerão 31% e visam a renovação da frota própria da prefeitura.


orçado 2018
orçado 2017
variação
variação
Departamento de Saúde
50.848.000
46.930.700
3.917.300
8,35%
Pessoal
19.335.500
16.059.000
3.276.500
20,40%
VENCIMENTOS E VANTAGENS FIXAS - PESSOAL CIVIL
16.790.000
13.260.000
3.530.000
26,62%
Outras Despesas correntes
30.682.500
29.621.700
1.060.800
3,58%
SUBVENÇÕES SOCIAIS
18.148.000
17.425.000
723.000
4,15%
MATERIAL DE CONSUMO
4.047.500
4.202.000
-154.500
-3,68%
OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS - PESSOA JURÍDICA
8.198.000
7.815.200
382.800
4,90%
Investimentos
830.000
1.250.000
-420.000
-33,60%
OBRAS E INSTALAÇÕES
225.000
740.000
-515.000
-69,59%
EQUIPAMENTOS E MATERIAL PERMANENTE
605.000
460.500
144.500
31,38%


Bohn Gass: Temer destrói lei do trabalho escravo em troca de votos de ruralistas para não ser processado

VIOMUNDO

17 de novembro de 2017 às 17h56


Desgraçados
por Elvino Bohn Gass, especial para o Viomundo
– O gato (fiscal) debochava dizendo que ali o filho chorava e a mãe não ouvia.
– Na (fazenda) Brasil Verde, a água que eu levava pro serviço era suja, de córrego, e ia esquentando com o sol. Não tinha alternativa: ou tomava água quente ou morria de sede. A gente ficava se retorcendo com dor o dia inteiro.

– Eu ganhava 75 centavos e trabalhava 15, 16 horas por dia.
– Tinha 12 anos quando fui para a Brasil Verde. No primeiro dia, cortando uma cerca, machuquei a mão. ‘Nem começou a trabalhar e já se adoentou?, foi a única coisa que o fiscal disse.
– Você sabe o que é ser desgraçado? Era o que a gente era na fazenda”.
(relatos verídicos de pessoas resgatadas do trabalho escravo no Brasil)
Apesar de ter recebido uma torrente de críticas no mundo inteiro, a Portaria editada pelo Ministério do Trabalho para tornar mais difíceis a caracterização e a punição do trabalho semiescravo ou análogo à escravidão, foi apenas mais ato do governo Temer a nos reduzir a esperança de um Brasil mais justo. Ao menos enquanto os governantes forem os atuais.
Pois que Santo Agostinho nos resgate com sua lição de que a indignação e a coragem são filhas da esperança.
O sofrimento imposto ao trabalhador escravizado é inaceitável e suficiente para impulsionar a indignação contra essa sordidez. Ainda mais se tamanha desumanidade partir de um organismo oficial. Mais ainda se esse organismo for o governo federal.
Compactuar com a Portaria de Temer equivaleria a abolir a Lei Áurea. E só verá exagero nessa comparação quem começar a leitura desse artigo ignorando as frases iniciais.
Dor, fome, sujeira, ofensa, espancamento, prisão, distância familiar, abandono, miséria, sede são só alguns dos sofrimentos impostos pelos patrões escravagistas.
Tenhamos, então, coragem de denunciar, protestar, acusar os autores dessa medida em todos os espaços e poderes.
Por que, além de evidenciar o desprezo do governo pela desgraça humana e impor um retrocesso secular no conceito de trabalho digno, a Portaria traz um agravante: Temer fez isso em benefício próprio. Como bem disse o jornalista Jânio de Freitas “comprovando uma indignidade pessoal só possível no mais baixo nível da escala humana. O de Michel Temer e sua decisão para assegurar-se mais votos da bancada ruralista, contra o processo criminal que o ameaça.”
 Elvino Bohn Gass é deputado federal (PT-RS)
 Leia também:

TUCANOS SÃO CAMPEÕES EM REJEIÇÃO NA SUCESSÃO

HUCK É FRAUDE, APONTA O CONSERVADOR MAGNOLI

MANUELA É ACLAMADA CANDIDATA EM CONGRESSO DO PCDOB

DEL NERO, DA CBF, CHEFIA CORRUPÇÃO NO FUTEBOL, APONTA DELATOR DO CASO GLOBO