domingo, 30 de julho de 2017

Daniela Oncala conta sua má experiência no Morro do Saboó....

Eu  vivenciei uma experiência bem ruim.
Seria uma noite de chuva de meteoros, eu e meu namorado subimos o morro do Saboó munidos de luneta, barraca e muita vontade de estar na natureza, isolados, em silêncio, em estado de contemplação. Havia umas 4 pessoas de social com a bíblia na mão, orando ALTO, perguntei se eles iriam ficar lá muito tempo, pq estavam incomodando com os gritos de "pisa na cabeça de satanás" disseram q já iriam embora. Então resolvi ficar. Eles foram, mas vieram uns 20 irmãos a mais. Muito lixo de oração, pedidos e mais pedidos (não li nenhum agradecimento) Desrespeito foi a palavra da noite. Usaram nossa fogueira para queimar as cartas com as demandas ao Pai... fizeram fila para queimar no fogo. Eu e meu namorado estávamos bebendo um vinho, conversando abraçados em volta da fogueira, tentando abstrair os gritos em louvor à satanás (nome mais proferido naquela noite) Fizeram um círculo em volta da nossa barraca e começaram a berrar contra esses profanos. Perdi a paciência inúmeras vezes. Tive vontade de ser abduzido por extraterrestres, tive até vontade de dar permissão pro Lúcifer entrar no meu corpo e detonar toda aquela gente hipócrita e atrasada. Tudo me serviu de ensinamento, refleti muito sobre Jesus, em todo momento que estava lá, pensei, o que Jesus tá achando desse circo todo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário