domingo, 30 de julho de 2017

Requião quer referendo para revogar leis aprovadas sem autorização da população


DERRUBAR AS REFORMAS

Em participação na 19ª Conferência Nacional dos Bancários, em São Paulo, peemedebista destaca que o Congresso não tem legitimidade para aprovar as reformas
por Redação RBA publicado 29/07/2017 17h34, última modificação 30/07/2017 10h00
REPRODUÇÃO/TWITTER
requiao.jpg
Requião lembrou que 95% dos brasileiros são contra as reformas de Michel Temer
São Paulo – O senador Roberto Requião (PMDB-PR) defendeu hoje (29), durante participação na 19º Conferência Nacional dos Bancários, a realização de um referendo popular para revogar todas as leis aprovadas no governo de Michel Temer (PMDB) à revelia dos interesses e vontade da população. “Temos que liquidar todas essas leis que sem a autorização da população brasileira foram votadas por um congresso que não tem legitimidade para implantar um sistema que está moribundo na Europa e que hoje pede asilo para vir morrer no Brasil”, disse Requião.
O senador destacou que 95% da população é contra a reforma trabalhista, da Previdência e toda a política neoliberal que está sendo praticada no país. “Os 5% que ficaram do outro lado não são invencíveis”, disse.
Realizada na capital paulista desde sexta-feira (28), a  conferência dos bancários termina amanhã (30). Estão sendo debatidas ações para a difícil conjuntura nacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário