quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Arrecadação confirma fiasco da repatriação: 12% do previsto

repatria2017a
No início do ano, o Governo Federal esperava obter R$ 13 bilhões com a receita em multas e impostos com a segunda fase da repatriação de capitais.
Há 15 dias, esta expectativa havia baixado para R$ 2,85 bilhões.
Hoje, fechados os números, a entrada de tributos e penalidades ficou em R$ 1,61 bilhão, metade dos quais, aproximadamente, vai para estados e municípios.
É lógico que isso não se deu porque não há dinheiro lá fora o interesse em lavá-lo. Mas sumiu o interesse em trazê-lo para cá, por várias razões: falta de credibilidade da política de câmbio a médio prazo, redução da taxa de juros interna e, para coroar, o anúncio da Receita de que ia apurar a origem do dinheiro que, é claro, na maioria dos casos, envolveu sonegação.
Arrecadar 12% do previsto, nestes tempos de “cata-moeda” para conseguir atingir a meta de déficit é um desastre.
  •  
  •  

Nenhum comentário:

Postar um comentário