quarta-feira, 4 de maio de 2016

Ato de apoio aos estudantes que ocupam a Assembléia Legislativa

CARTA ABERTA DOS ESTUDANTES OCUPANTES DA ALESP: QUEM VAI PUNIR OS LADRÕES DE MERENDA?

CARTA ABERTA DOS ESTUDANTES OCUPANTES DA ALESP:
QUEM VAI PUNIR OS LADRÕES DE MERENDA?
Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, 03 de Maio de 2016,
Na tarde de hoje 300 estudantes ocuparam o plenário da ALESP (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo). A educação pública do estado de São Paulo vai de mal a pior há muitos anos, e mais do que nunca os estudantes tem se mobilizado para mudar essa realidade.
Fomos vitoriosos no final do ano passado quando ocupamos mais de 200 escolas estaduais, dando resposta ao projeto de reorganização em ciclos e ao fechamento de 94 escolas da rede pública. Derrubamos o Secretário Estadual de Educação que tentou impor o projeto que não nos representava.
Voltando para as aulas em 2016 nos deparamos com vários problemas como o fechamento de salas de aula que é uma reorganização disfarçada e o mais grave de todos: a falta de merenda nas escolas estaduais em diversos lugares do estado de São Paulo.
Descobrimos que há meses estava 'abandonada' no Ministério Público uma investigação sobre possíveis desvios da merenda.
A investigação avançou e o presidente da ALESP, Fernando Capez (PSDB), foi desmascarado como o principal envolvido; junto ao ex-chefe de gabine da Secretaria de Educação, Fernando Padula e outros servidores públicos do Governo do Estado de São Paulo.
Começamos a nos mobilizar, viemos diversas vezes até aqui (na ALESP) pedindo que os deputados fossem contra a impunidade dos corruptos que roubam dinheiro da merenda dos secundaristas.
E os estudantes de São Paulo querem saber CADÊ A MERENDA QUE TAVA AQUI? É por isso que nesse momento ocupamos a ALESP pedindo a CPI da Merenda JÁ e vamos sair quando tivermos a garantia da instalação IMEDIATA da CPI da merenda.
Somos solidários aos tantos outros estudantes secundaristas que nesse momento ocupam escolas em São Paulo e Brasil a fora contra o sucateamento da educação e por uma nova escola pública.
RESISTIREMOS,
RUMO A VITÓRIA
Foto - Lina Marinelli/ Jornalistas Livres

Escracho de secundaristas na sede do PSDB em São Paulo


| Acontece Agora | Estudantes denunciam máfia da merenda na sede do PSDB |
Secundaristas realizaram nesta manhã um escracho em frente à sede estadual do PSDB, na Av. Indianópolis, região nobre da capital paulista.
Os estudantes denunciaram a mafia da merenda, escândalo de desvio de verbas da alimentação escolar evolvendo nomes da alta cúpula do partido, e a reorganização disfarçada, que fechou milhares de vagas nas escolas estaduais de São Paulo.

Escracho na casa do deputado pedro paula no Rio de Janeiro

Na manhã de hoje (04) dezenas de jovens se mobilizaram e promoveram um escracho em frente à casa do Pedro Paulo no Recreio dos Bandeirantes, deputado pelo PMDB do Rio de Janeiro. O político, que é pré-candidato à prefeitura do Rio pelo seu partido, votou a favor da processo de impeachment no último dia 17. Ele também é acusado de violentar a ex-esposa duas vezes, em 2008 e 2010.
-0:59
742 visualizações
Levante Popular da Juventude
32 min
[Rio de Janeiro]
"Eu to em luta
que é pra você saber
que a prefeitura do Rio
cê não vai ter
Eu vou te escrachar, eu vou te escrachar""

DEPUTADOS DAS BANCADAS DO PT E DO PCdoB REVERTEM PROIBIÇÕES DE CAPEZ



DEPUTADOS DAS BANCADAS DO PT E DO PCdoB REVERTEM PROIBIÇÕES DE CAPEZ
O Deputado Enio Tatto, 1º secretário da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, informa que as bancadas do PT e PCdoB entraram em acordo com Fernando Capez para garantir que os secundaristas que ocupam a Alesp, em protesto contra a Mafia da Merenda, possam se alimentar.
Na noite de ontem, Capez disse que usaria "estrategia de saturação", não permitindo a entrada de alimentos.
Katia Passos, para os Jornalistas Livres
Edição: Rafael Ramos

URGENTE! MILITANTE DO MTST BALEADA DURANTE MANIFESTACAO EM SP


URGENTE!
MILITANTE DO MTST BALEADA DURANTE MANIFESTACAO EM SP

A sem-teto Edilma Aparecida Vieira dos Santos, de 36 anos, acabou de ser baleada durante manifestação da Ocupação João Goulart (MTST) rumo à Prefeitura de Itapecerica da Serra, na Região Metropolitana de São Paulo.

A marcha do MTST seguia com mais de 500 pessoas quando o motorista de um carro atirou contra os sem-teto, atingindo Edilma na barriga. O carro é um Corsa preto, de placa EQZ 8730.

O Movimento está indo neste momento registrar ocorrência e exige das autoridades do Estado de São Paulo providências imediatas contra o agressor. Edilma está sendo neste momento atendida pelo SAMU e seguirá para o PS Municipal de Itapecerica.

Não passarão!
A Marcha Segue! A luta seguirá!
Coordenação do MTST

ESTUDANTES MANTÊM OCUPAÇÃO E CAPEZ BARRA ENTRADA DE ALIMENTOS