quarta-feira, 29 de julho de 2015

PCC NÃO É FICCÃO, É PURA REALIDADE


COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SP (ALESP) QUER JOGAR LUZ NESSE ACORDO, SEMPRE NEGADO PELO GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN (PSDB) E POR TUCANOS DE ALTA PLUMAGEM
Estadão - 29/07/2015
Deputados vão convocar envolvidos no caso PCC
SÃO PAULO ­ A Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de São Paulo vai convocar o delegado José Luiz Ramos Cavalcanti, o ex­secretário de Administração Penitenciária Nagashi Furukawa e a advogada Iracema Vasciaveo para prestar esclarecimentos sobre o acordo firmado entre o Estado e o chefe do Primeiro Comando da Capital (PCC), Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, para encerrar os ataques da facção contra policiais civis, militares e agentes penitenciários, em maio de 2006.
A convocação foi anunciada pelo deputado Raul Marcelo (PSOL), integrante da comissão, após o Estado ter revelado, na segunda-feira, o conteúdo do depoimento do delegado Cavalcanti. No processo 1352/06, aberto para apurar a ligação de advogados com o PCC, ele afirmou que, no dia 14 de maio de 2006, dois dias após o início dos atentados, foi chamado para uma missão oficial. E deu detalhes do encontro entre governo e facção criminosa, com exigências e garantias. Na ocasião, o Estado já contabilizava dezenas de policiais mortos e de delegacias atacadas por bandidos
OU

CONTRA FATOS COMPROVADOS, NÃO HÁ ARGUMENTOS

VÍDEO SINTETIZA DENÚNCIA DO ESTADÃO
Bom Dia, SP - 28/07/2015
Reportagem afirma que comando de segurança de SP fechou acordo com crime organizado

AÇÃO TRABALHISTA PERIGOSA: 'DIRETOR DA COOPERATIVA DE ÔNIBUS IMPERIAL TRANSPORTES AVISOU QUE VAI MANDAR ME MATAR', DENUNCIA MOTORISTA
Diário de São Paulo - 24/07/2015 - Há 5 dias
Motorista acusa viação de ser braço do PCC na Zona Leste da cidade de São Paulo
Condutor move ação trabalhista contra cooperativa e diz ter sido ameaçado por integrantes da facção

JUIZ DO FÓRUM DO TATUAPÉ É AFASTADO POR LIGAÇÕES COM PCC 
TM - 14/09/2010
Juiz de São Paulo é afastado por ligações com o PCC
Juiz da 1ª Vara da Família do Tatuapé, Alberto Amorim Micheli foi afastado do cargo pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, por causa de ligações com o crime organizado. A informação foi publicada no jornal Tribuna do Direito e confirmada pelo Tribunal, nesta terça-feira (14), em consulta de Terra Magazine.

JusBrasil - Há 4 anos
Mantida condenação de juiz acusado de ter relações com o PCC
Os conselheiros do Conselho Nacional de Justiça mantiveram ontem (21), por unanimidade, a condenação imposta pelo TJ de São Paulo ao magistrado Alberto de Amorim Micheli, juiz da 1ª Vara da Família do Tatuapé.
O juiz foi afastado, entre outras razões, por envolvimento com o crime organizado, e seu cargo ficou em disponibilidade. Amorim mantinha conta conjunta com sua então esposa, a advogada, Suzana Miller Volpini, que foi acusada de trabalhar para a facção criminosa do Primeiro Comando da Capital (PCC). Posteriormente, o casal se separou judicialment

PCC EXPORTA "KNOW-HOW" DE SP PARA OUTROS ESTADOS
Carta Capital - 11/03/2014
Crime em lugar do Estado: como o PCC pretende dominar o Brasil 
Enquanto essa reportagem é escrita, desenrola-se no estado de São Paulo um ambicioso plano liderado pela cúpula do Primeiro Comando da Capital (PCC) com objetivo de resgatar seu líder máximo, Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, da Penitenciária II de Presidente Venceslau, distante 600 quilômetros da capital paulista.
Relatório do setor de inteligência do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público de São Paulo, ao qual a CartaCapital teve acesso, mostra a arquitetura do plano e a audácia dos criminosos. Dois integrantes do PCC fizeram treinamento de pilotagem de helicópteros, vários sobrevoos já foram realizados para avaliar os detalhes da tomada de assalto da penitenciária, um imóvel foi alugado na cidade vizinha de Porto Rico (PR) para servir como base de apoio à operação e uma pista de pouso foi mapeada para que um avião vindo do Paraguai possa aterrissar

PELA OPORTUNIDADE

NO CONTEÚDO, REPORTAGEM QUESTIONA SE HÁ NECESSIDADE DESTA LICITAÇÃO
SPTV 2ª Edição - 27/07/2015
Assembleia Legislativa faz licitação para comprar 56 novos carros para os deputados

Zona Azul será eletrônica em outubro

 



O sistema de estacionamento rotativo em São Roque está prestes a ser reformulado e vai se tornar totalmente eletrônico até meados de outubro deste ano. O novo modelo da chamada Zona Azul começará a ser implantado gradativamente e vai extinguir o velho cartão de papel, utilizado para marcar o limite de tempo de permanência nas vagas, adotando modernos parquímetros abastecidos por baterias que recarregam automaticamente com a luz solar. O número de espaços para estacionar dentro do sistema, num primeiro momento, será mantido, ou seja, serão mil vagas distribuídas pela região central da cidade. A tendência, porém, é de que essa quantia seja elevada em 30% posteriormente.
 
Os novos parquímetros somarão, ao todo, 103. Cada um deles registrará o tempo de, no máximo 10 vagas, de forma que o motorista não precise se locomover mais de 50 metros para acionar o sistema após parar o carro. O pagamento poderá ser feito por meio de moedas ou de um pequeno bottom dotado de créditos. Dessa forma, o tempo de parada será contabilizado, não podendo exceder o período de 120 minutos (R$ 1 cada hora). Os espaços públicos, por sua vez, serão todos numerados, bastando ao motorista informar ao parquímetro a vaga utilizada e efetuar o pagamento no dispositivo.

Incêndio atinge área verde perto de casas em São Roque

Segundo bombeiros, causas ainda são desconhecidas.
Combate às chamas durou aproximadamente duas horas.

 
incêndio atinge área verde, em São Roque (Foto: São Roque Notícias/Arquivo pessoal)incêndio atinge área verde, perto de casas em São Roque (Foto: São Roque Notícias/Arquivo pessoal)
Um incêndio de grandes proporções atingiu uma área verde próximo a casas do bairro Vila Aguiar, em São Roque (SP), no início da noite desta terça-feira (28). De acordo com o Corpo de Bombeiros, não há informações sobre o que provocou o fogo e não há registro de vítimas.
Ainda de acordo com os bombeiros, o incêndio, que começou por volta das 19h, não atingiu nenhuma residência, porém, a quantidade de fumaça preocupa os moradores. Os bombeiros conseguiram combater as chamas e o fogo foi cessado por volta das 21h.

Garoto de 13 anos é detido por furto em prédio na zona leste

Rafael Ribeiro
do Agora

Um garoto de 13 anos, de ascendência oriental, foi detido anteontem pela Polícia Civil após ser flagrado em imagens de câmeras de segurança invadindo e furtando um apartamento em um condomínio no Tatuapé (zona leste), no fim de maio.
Para a polícia, o adolescente integra uma quadrilha aproveita suas características orientais para enganar porteiros e invadir os prédios.
"Ele se apresentou como parente de um morador asiático na portaria e conseguiu ter acesso após tocar o interfone e fingir estar falando em chinês", disse a delegada Ana Lúcia de Souza.
Dentro do condomínio, o garoto bateu a esmo nos apartamentos para descobrir em qual os moradores não estavam. Achou um no 14º andar.
"Ele arrombou a porta, desceu, buscou um comparsa e pegou R$ 3.000 em objetos", disse a delegada.

Contas de Haddad fecham com R$ 1,8 bilhão no vermelho

Folha de S.Paulo

As contas da Prefeitura de São Paulo em 2014 fecharam no vermelho pelo segundo ano consecutivo, triplicando o deficit orçamentário da gestão Fernando Haddad (PT).
Segundo auditoria feita pelo TCM (Tribunal de Contas do Município), a diferença entre tudo o que entrou e tudo o que foi gasto ficou negativa em R$ 1,8 bilhão.
O tribunal, entretanto, não encontrou irregularidades e recomendou à Câmara a aprovação das contas apresentadas pela prefeitura.
A gestão Haddad afirma que, em 2014, houve um superávit financeiro de R$ 1,6 bilhão graças à reserva em caixa acumulada em anos anteriores (leia abaixo).
Resposta
O secretário municipal de Finanças e Desenvolvimento Econômico, Rogério Ceron de Oliveira, afirmou que o deficit na contabilidade de 2014 ocorreu devido ao aumento dos investimentos em ações previstas nas operações urbanas.
Elas são conjuntos de intervenções coordenadas pelo poder público, com a participação de investidores privados, para fazer melhorias urbanísticas em determinada região.
De acordo com o secretário, operações como Água Espraiada e Faria Lima arrecadaram receita em anos anteriores, mas o gasto com obras e desapropriações só foi executado no ano passado. "Foram recursos arrecadados que estavam aguardando a conclusão das licitações das obras.
Oliveira afirmou ainda que a análise das contas públicas deve considerar, além de receitas e despesas de um ano, o dinheiro deixado em caixa no ano anterior e os restos a pagar (pagamentos deixados para o ano seguinte).
De acordo com ele, a prefeitura encerrou 2014 com saldo positivo de R$ 1,6 bilhão.

Pacientes sofrem para marcar consulta com cardiologista

Tadeu Nunes
do Agora

Pacientes reclamam da dificuldade de agendar consultas com cardiologistas na rede municipal de saúde.
O aposentado Bras Lopes Filho, 82 anos, sofreu um princípio de infarto há mais de dois meses, em Cajamar (Grande SP), onde estava a passeio.
Após ficar internado por sete dias em um hospital da cidade vizinha, retornou a Pirituba (zona norte), onde mora, e solicitou uma consulta com um cardiologista no UBS Jardim Cidade Pirituba. Ele queria saber se seria necessário continuar tomando os remédios receitados. Mas a unidade estava sem profissionais da área.
"A médica [da UBS] disse que colocou meu caso como 'urgente', mas havia fila de espera [para cardiologista] e seria preciso esperar", disse.
Resposta
A Secretaria Municipal de Saúde informou que a consulta do aposentado Bras Lopes Filho está marcada para hoje, às 7h, no Ambulatório de Especialidades Perus, na Freguesia do Ó (zona norte).
Segundo a secretaria, ele era o primeiro paciente na fila de espera para o agendamento e teve seu pedido atendido um mês após sua solicitação.
A pasta afirmou também que não existe atendimento de cardiologia nas AMAs e que o paciente João Geraldo dos Santos Lima tem consulta marcada na AMAE Jardim Icaraí (zona sul) para 17 de agosto e na UBS Colônia (zona sul), onde é atendido, no dia 21.

Aumentam as reclamações de falta de água em São Paulo

A dona de casa Maria Aparecida de Deus, 42 anos
Tadeu Nunes
do Agora

O número de reclamações recebidas pela Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) de clientes da capital que sofrem com a falta de água cresceu de 86.586 para 140.752 na comparação entre o primeiro semestre de 2014 e o mesmo período deste ano, uma alta de 62,5%.
Os dados foram obtidos pelo site "Fiquem Sabendo" por meio da Lei de Acesso à Informação.
Por causa da crise da água, a Sabesp adotou no ano passado a redução de pressão da rede de abastecimento, causando falta de água nas casas.
A empresa diz que o objetivo é evitar perdas na rede e garantir mais economia.
Os dados mostram ainda que das 15 regiões em que a cidade é dividida pela Sabesp, 13 tiveram aumento no número de reclamações por falta de água entre os primeiros seis meses deste ano e o mesmo período de 2014.
A região de Santana (zona norte) foi a campeã de queixas, no total, com 16.034.
Nos seis primeiros meses de 2014, foram 9.798.
Resposta
A Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) afirmou, por meio de nota, que o número de reclamações recebidas por falta de água entre o primeiro semestre de 2014 e o primeiro semestre de 2015 "corresponde a aproximadamente 2% dos clientes atendidos pela companhia".
"Foram 140.651 registros no período em um universo de 6 milhões de ligações de água na região metropolitana de São Paulo", disse, no texto.
Questionada sobre qual solução seria adotada para atender às reclamações dos consumidores, a Sabesp não respondeu à reportagem.

Governo quer derrubar PEC que obriga patrão a pagar plano de saúde a empregado


Aline Leal - Enviada Especial*
O Ministro da Saúde, Arthur Chioro, disse hoje (28) que o governo vai se esforçar ao máximo para derrubar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 451. Segundo ele, o texto favorece interesses econômicos contrários aos da maioria da sociedade brasileira. A PEC, que obriga empregadores a pagar planos de saúde a todos os empregados, é de autoria do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e está na Comissão de Constituição e Justiça.
“Nós lutaremos como toda força para que a PEC 451, que faz um verdadeiro retrocesso em relação às conquistas que nós tivemos, ao afirmar que a saúde é um direito de todos e dever do Estado”, disse Chioro, durante a abertura do 11º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, ontem (28). Ele ressaltou que o governo vai mobilizar todas as forças para que a proposta não passe na Câmara.
O projeto de Cunha altera o Artigo 7º da Constituição Federal, obrigando os empregadores a pagar planos de saúde privados a todos funcionários, urbanos, rurais, domésticos ou não. Para justificar a proposta, o autor usa o artigo da constituição que diz que a saúde é direito de todos.
Para Chioro, mesmo que o Artigo 196 da Constituição continue determinando que a saúde é direito de todos e dever do Estado, a aprovação do projeto leva a população a “perder a conquista que significou o sistema universal de saúde”.
O diretor da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), Luis Eugenio de Souza, relembrou que, antes da criação do Sistema Único de Saúde (SUS), quem tinha emprego formal pagava a Previdência e tinha direito à assistência pelo Instituto Nacional de Assistência Médica da Previdência Social (Inamps). “Quem não tinha trabalho formal usava o sistema filantrópico, outras alternativas. Os SUS acabou com isso.”
“[Com a proposta], acaba o SUS”, concluiu Jarbas Barbosa, presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, que foi por cerca de oito anos secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde.
A PEC 451 foi um dos temas em discussão no Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, conhecido como Abrascão, que ocorre em Goiânia até o próximo sábado (1º). O debate é promovido a cada três anos e sedia a assembleia geral da Abrasco. Financiamento do SUS, humanização dos partos, o Programa Mais Médicos e saúde do idoso estão entre os assuntos a serem abordados.
Este ano a Universidade Federal de Goiás (UFG) recebe o evento. O Abrascão reúne pesquisadores brasileiros e estrangeiros e autoridades em atividades sobre diversos temas, propostas e acontecimentos relacionados à saúde, ciência, tecnologia e inovação, educação e sociedade.

Agência mantém grau de investimento do Brasil, mas revisa perspectiva de nota

                
Mariana Branco - Repórter da Agência Brasil
A agência de classificação de risco Standard & Poor's informou hoje (28) que manteve a nota de crédito em moeda estrangeira do Brasil no longo prazo em BBB-. No entanto, a agência revisou a perspectiva da nota para negativa. O país manteve o grau de investimento, ou seja, continua sendo considerado seguro para investidores.
No comunicado em que anunciou a revisão, a agência informa que houve “uma correção significativa de política durante o segundo mandato da presidenta Dilma Rousseff”, mas, mesmo assim, “o Brasil enfrenta circunstâncias políticas e econômicas desafiadoras”.
A Standard & Poor's destaca que as investigações de corrupção, envolvendo políticos e empresas, estão impactando a perspectiva fiscal e econômica do país e colocando em risco a implementação efetiva das políticas de correção, particularmente no Congresso Nacional.
“Revisamos nossa perspectiva do Brasil para negativa para refletir o que acreditamos ser uma chance maior do que uma em três de que a correção de política irá, no futuro, enfrentar derrapagem, devido à dinâmica política fluida, e que o retorno para uma trajetória de crescimento mais firme levará mais tempo do que o esperado”, diz a agência de classificação de risco.
Na avaliação da Standard & Poor's, desde março deste ano, quando houve a última análise, os riscos no país aumentaram. Segundo a agência, no curto prazo, a diminuição da coesão política no Congresso é um risco material, com possibilidade de a correção da política se mostrar ineficaz. Segundo a agência, a coalizão prejudicada na dinâmica entre o PT e o PMDB “havia diminuído sob a coordenação política do vice-presidente Michel Temer, mas reemergiu”.
Edição: Stênio Ribeiro

Cunha pauta análise de contas de Itamar, FHC e Lula para a volta do recesso da Câmara



O presidente da Câmara Eduardo Cunha© Fornecido por Estadão O presidente da Câmara Eduardo Cunha
Brasília - O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), já preparou a pauta de votações da próxima semana e incluiu na programação a apreciação das contas governamentais referentes a quatro anos e que ainda não foram votadas pelo Congresso.
No retorno do recesso, os deputados analisarão as contas do período de 29 de setembro a 31 de dezembro de 1992 (primeiros meses do governo Itamar Franco após o impeachment de Fernando Collor), os balanços do governo nos exercícios de 2002 (último ano do governo Fernando Henrique Cardoso), 2006 e 2008 (governo Luiz Inácio Lula da Silva). As contas já foram aprovadas pela Comissão Mista de Orçamento e estão prontas para análise do plenário da Câmara.
Às vésperas de o Tribunal de Contas da União (TCU) avaliar as contas do governo Dilma Rousseff de 2014, Cunha avisou que pretende limpar a pauta e votar todas as contas do governo pendentes de análise em agosto. A última conta apreciada foi em 2002, referente ao exercício de 2001 do governo FHC.
Desde que o Tribunal de Contas da União (TCU) começou a discutir as pedaladas fiscais de 2014 do governo Dilma, Cunha tem defendido que o Congresso volte a apreciar as contas do governo.
Além das contas governamentais, Cunha incluiu na pauta a conclusão da votação em segundo turno da Reforma Política e da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da redução da maioridade penal de 18 para 16 anos. Os primeiros itens são os projetos que dispõem sobre organizações terroristas, o que cria no processo civil brasileiro a ação para bloqueio de bens para casos de financiamento do terrorismo e lavagem de dinheiro, a proposta que trata da correção do FGTS e a PEC sobre a remuneração de advogados públicos.

Deputados vão convocar envolvidos no caso PCC

 
 
A Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de São Paulo vai convocar o delegado José Luiz Ramos Cavalcanti, o ex-secretário de Administração Penitenciária Nagashi Furukawa e a advogada Iracema Vasciaveo para prestar esclarecimentos sobre o acordo firmado entre o Estado e o chefe do Primeiro Comando da Capital (PCC), Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, para encerrar os ataques da facção contra policiais civis, militares e agentes penitenciários, em maio de 2006. 
A convocação foi anunciada pelo deputado Raul Marcelo (PSOL), integrante da comissão, após o Estado ter revelado, na segunda-feira, o conteúdo do depoimento do delegado Cavalcanti. No processo 1352/06, aberto para apurar a ligação de advogados com o PCC, ele afirmou que, no dia 14 de maio de 2006, dois dias após o início dos atentados, foi chamado para uma missão oficial. E deu detalhes do encontro entre governo e facção criminosa, com exigências e garantias. Na ocasião, o Estado já contabilizava dezenas de policiais mortos e de delegacias atacadas por bandidos.
“Temos a obrigação de esclarecer esses fatos. Se não é aceitável sentar na mesma mesa com um representante de uma facção criminosa, quanto mais fazer acordo”, disse Marcelo. Segundo o parlamentar, os requerimentos para a convocação serão feitos na semana que vem, quando termina o recesso parlamentar. O então secretário de Segurança Pública, Saulo de Castro Abreu Filho, e o ex-governador Claudio Lembo serão chamados posteriormente.
© Fornecido por Estadão Marcos Camacho
O deputado Zé Américo (PT), membro da Comissão de Fiscalização da Assembleia, afirmou ontem que convidará o atual secretário de Segurança Pública, Alexandre de Moraes, para prestar esclarecimentos. O governo Geraldo Alckmin (PSDB) e todos os envolvidos no caso negam qualquer tipo de acordo com o PCC.
Em 2006, parte dos líderes do PCC - cerca de 750 presos - havia sido isolada no Presídio de Presidente Venceslau 2 e a outra, 17 homens, incluindo Marcola, estava no Departamento de Investigação Contra o Crime Organizado (Deic) para depor. Depois, Marcola foi transferido para o Regime Disciplinar Diferenciado (RDD), no Presídio de Segurança Máxima, em Presidente Bernardes.
Proposta
A advogada Iracema Vasciaveo, presidente da ONG Nova Ordem, que defendia o direito dos presos, apresentou uma proposta da liderança dos criminosos que estavam nas ruas: se ficasse comprovado que Marcola não tinha sido torturado pela polícia e que os presos rebelados em diversos presídios não fossem agredidos, os ataques seriam encerrados. Iracema propôs ir até o presídio para tentar convencer Marcola a aceitar a proposta.
A cúpula das Secretarias de Segurança Pública e da Administração Penitenciária aceitou. Cavalcanti foi um dos escolhidos para representar o Estado na missão. Além dele, um coronel da PM e o corregedor da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), Antonio Ruiz Lopes, foram designados para acompanhar a advogada. Com autorização do então governador Claudio Lembo, todos seguiram até Presidente Prudente no avião da Polícia Militar.
No presídio, ainda segundo Cavalcanti, Iracema tentava convencer Marcola a falar ao celular e avisar os presos que estava bem. Depois de muita insistência, ele concordou e mandou chamar o preso Luis Henrique Fernandes, o LH, que recebeu a ordem de dar o recado.
Segundo Cavalcanti, LH pegou o celular da advogada, que já tinha um número gravado, conversou com um criminoso e avisou que os ataques poderiam parar. Por fim, o delegado explicou que os ataques cessaram no dia seguinte ao encontro com Marcola.

Ex-tesoureiro do PT visitou sede da Andrade Gutierrez 53 vezes em sete anos, diz MPF

Agência O Globo
 
 
O ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto visitou executivos da Andrade Gutierrez em São Paulo 53 vezes entre 2007 e 2014, segundo o Ministério Público Federal (MPF). Embora não revele detalhes do que foi discutido nessas reuniões, os procuradores dizem que Vaccari foi apontado por delatores da Operação Lava-Jato como “operador financeiro que articulava recebimento de vantagens indevidas para o Partido dos Trabalhadores”. O relatório do MPF que lista as 53 visitas indica que elas ocorreram em 18 datas diferentes ao longo de sete anos.
Preso nesta terça-feira, o executivo Flavio David Barra recebeu o então tesoureiro do PT 20 vezes entre 2 de julho de 2012 e 7 de abril de 2014 — 17 dessas reuniões ocorreram num espaço de dez meses, de acordo com o MPF. Já o presidente da companhia, Otávio Azevedo teve 27 encontros com Vaccari na sede da Andrade Gutierrez entre 13 de novembro de 2007 e 7 de julho de 2014, quando as investigações do esquema de corrupção na Petrobras já haviam começado. Outros seis encontros ocorreram com pessoas identificadas apenas como “Flavio” e “Flavio Machado”.
Vaccari foi citado em depoimentos prestados por cinco delatores: o ex-gerente da Pedro Barusco, o ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa, o doleiro Alberto Youssef e os executivos Augusto Mendonça e Eduardo Leite. Ele foi acusado pelos colaboradores de receber “propinas de dezenas de milhões de reais em virtude de obras conduzidas pelas grandes empreiteiras do país”, segundo o MPF.
O ministério público utilizou a informação sobre as visitas de Vaccari à Andrade Gutierrez para justificar um pedido de prisão preventiva contra Otávio e Flávio, em 22 de julho — o documento só foi tornado público nesta terça-feira. Otávio está preso desde o dia 19 de junho, quando foi deflagrada a 14ª fase da Lava-Jato. Já Flávio teve o pedido de prisão temporária aceito pelo juiz Sérgio Moro nesta terça-feira.
Diz a petição do MPF: “todas essas considerações acerca de João Vaccari e seus encontros com Flávio Barra e Otávio Marques servem para demonstrar que são fortes os indícios de que a Andrade Gutierrez utilizava o pagamento de propinas como modelo de negócio, e que Flávio David Barra e Otávio Marques de Azevedo eram responsáveis, para em nome da empreiteira, praticar crimes de corrupção, lavagem de dinheiro, entre outros.”
Segundo a força-tarefa da Lava-Jato, Flávio era o responsável por representar a Andrade nas reuniões do grupo de empreiteiras que formou cartel para concorrer a obras da usina de Angra 3. O esquema envolveria o pagamento de propinas ao presidente licenciado da Eletronuclear, Othon Luiz Pinheiro de Souza. Segundo o MPF, “há grande probabilidade de outro servidor público da estatal ter auferido parte destas vantagens indevidas”.
A defesa de Vaccari tem sustentado, ao longo do processo, que visitas a executivos fazem parte da rotina de um tesoureiro de partidos políticos, que todas as doações feitas ao tesoureiro do PT ocorreram dentro da lei e que os recibos foram apresentados à Justiça Eleitoral.

Datena confirma que será candidato à prefeitura de São Paulo


O apresentador de TV, José Luiz Datena, confirmou que será candidato nas eleições de 2016 à prefeitura de São Paulo. Segundo o portal IG, o apresentador vai para o PP, depois de ter sido cortejado pelo PSDB e PSB.
Para o jornal a Folha de São Paulo, o apresentador falou sobre a imagem dele como político. "Não sou produto de marketing. Sou um cara estourado. Se um dia me aventurasse, seria o que sou mesmo, não mudaria em nada", ressaltou Datena.
Por enquanto, o acerto é que o deputado Delegado Olim (PP) seja o vice de Datena.

Justiça aceita denúncia contra presidente da Odebrecht e mais 12 pessoas

Agência O Globo
 
 
SÃO PAULO. O juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, aceitou denúncia contra o presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, e mais doze pessoas, incluindo executivos e ex-executivos da empresa, intermediários de pagamentos, o doleiro Alberto Youssef e ex-funcionários da Petrobras - Paulo Roberto Costa, Renato de Souza Duque, além do ex-gerente Pedro Barusco. Com a aceitação da denúncia, todos passam a ser réus e deverão responder por lavagem de dinheiro, organização criminosa e corrupção.
No despacho, Moro afirma que o Grupo Odebrecht recorreu, entre dezembro de 2006 a junho de 2014, de depósitos no exterior para pagamentos de propina por meio de contas em nome de offshores, controladas pelo Grupo ou pelos beneficiários. "No total, teriam sido efetuados depósitos de USD 9,495 milhões para Paulo Roberto Costa, US$ 2,709 milhões para Renato Duque e de US$ 2,181.369,34 para Pedro Barusco. Costa recebeu ainda 1,925 milhão em francos suíços.
Foram aceitas as denúncias contra Alexandrino de Salles Ramos de Alencar, Bernardo Shiller Freiburghaus, Celso Araripe D'Oliveira, Cesar Ramos Rocha, Eduardo de Oliveira Freitas Filho, Marcelo Bahia Odebrecht, Márcio Faria da Silva, Paulo Roberto Costa, Paulo Sérgio Boghossian, Pedro José Barusco Filho, Renato de Souza Duque e Rogério Santos de Araújo.

terça-feira, 28 de julho de 2015

CORRUPÇÃO NO FUTEBOL BRASILEIRO

CORRUPÇÃO NO FUTEBOL BRASILEIRO

CERCO AOS CARTOLAS CORRUPTOS, PRETENDIDO POR JANOT, ATINGIRÁ TAMBÉM OS CORRUPTORES, ENTRE OS QUAIS J. HAWILLA, DONO DA TRAFFIC E SÓCIO DA REDE GLOBO, NA TV TEM, SOB SUSPEITA DE INTERMEDIAR PAGAMENTO DE PROPINA?
Estadão - 28/07/2015
EUA vão ajudar a Justiça do Brasil - por Jamil Chade
Norte-americanos prometem enviar ao Ministério Público Federal dados sobre as investigações que estão fazendo sobre dirigentes brasileiros.
A Justiça dos Estados Unidos vai repassar ao Brasil parte das informações sobre as investigações que conduz contra o presidente da CBF,Marco Polo Del
Nero, além de outros cartolas como José Maria Marin e Ricardo Teixeira.
O Ministério Público brasileiro, que já faz investigações sobre a CBF, aguarda os detalhes que podem levar a Justiça a tomar medidas no pró- prio território nacional, ampliando assim o cerco contra os cartolas.
OU

SE EXTRADITADO PARA EUA, MARIN "ACHA" QUE MORRERÁ EM PRISÃO AMERICANA
Uol / Estadão - 28/07/2015
Defesa de Marin entra com pedido para impedir extradição aos EUA
José Maria Marin e seus advogados tentam impedir a extradição para os Estados Unidos. Preso há dois meses na Suíça, o dirigente foi informado de que sua assessoria jurídica entrou com pedido ao Ministério Público de Berna para estender o prazo de entrega de documentos em defesa de Marin. A informação é do jornal O Estado de S. Paulo.
Marin tinha até esta quarta-feira para apresentar sua defesa contra a extradição.
Conforme apresentou o blogueiro do UOL, Ricardo Perrone, Marin confidenciou a pessoas próximas que não têm esperança de sair vivo dos Estados Unidos se for extraditado para lá. Isso porque cumpriria pena até sua morte, ainda que em regime de prisão domiciliar, já que possui um apartamento em Nova York.

ACORDO DO GOVERNO DE SP COM PCC

APESAR DE TODAS AS EVIDÊNCIAS, GOVERNO ALCKMIN NEGA ACORDO COM ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA
Estadão - 28/07/2015
Alckmin nega acordo entre Estado e PCC
Depoimento de delegado mostra negociação de representantes do governo com Marcola, chefe da facção, para conter ataques em 2006

MARCOLA PROTEGIDO?
Uol / Estadão - 28/07/2015
Marcola foi uma vez para Regime Disciplinar Diferenciado em 9 anos
São Paulo - Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, foi internado apenas uma vez após os ataques de maio de 2006, nos últimos nove anos, no Regime Disciplinar Diferenciado (RDD), mesmo sendo acusado de vários crimes graves durante o período

IMPEACHMENT DE DILMA

PSDB, TRAVESTIDO DE VESTAL, QUER SER PROTAGONISTA NA LUTA CONTRA A CORRUPÇÃO E NO IMPEACHMENT DE DILMA
Folha - 28/07/2015
PSDB fará convocação na TV para protesto contra Dilma

PT, LULA E DILMA NÃO PROMOVERAM AVANÇOS DEMOCRÁTICOS (não lutaram, efetivamente, pelas reformas política e tributária, pelo fim do financiamento privado das eleições e pela democratização dos meios de comunicação, entre outros itens, quando existiam condições objetivas para serem implementadas) E/OU DÃO RESPOSTAS TARDIAS, COMO ESTA, CONTRA FALSOS VESTAIS NO MOMENTO
ASSIM, SÃO "CARIMBADOS" COMO PROMOTORES DA CORRUPÇÃO NO PAÍS PERANTE OS ELEITORES QUE ACOMPANHAM NOTICIÁRIO APENAS DA MÍDIA PARTIDARIZADA

BR 247 - 28/07/2015
PT promete "guerra" em reação a ofensiva contra Lula
Na volta do recesso, senadores e deputados petistas vão “partir para cima” e responder a ataques nas tribunas de caciques tucanos como Aécio Neves (MG) e Cássio Cunha Lima (PB), ambos ex-governadores; a estratégia, segundo a colunista Vera Magalhães, será cobrar que a Lava Jato aprofunde investigações sobre a relação das empreiteiras com governos do PSDB em Estados como São Paulo e Minas Gerais

Lembrando texto de 2013 do Núcleo de Comunicação e Cultura do PT-DF, quando eclodiram as manifestações de rua há 2 anos:

Correio do Brasil - 06/07/3013
Falência da área de Comunicação do governo Dilma preocupa militantes do PT
O Núcleo de Comunicação e Cultura do Partido dos Trabalhadores (PT) do Distrito Federal vem batendo pesado na assessoria da presidenta Dilma Rousseff. No documento intitulado As manifestações, o fracasso da comunicação do PT e propostas de superação e avanço, os petistas afirmam que “a onda de manifestações que o Brasil assistiu nas últimas semanas”, independentemente de “uma explicação mais abrangente para seus múltiplos significados, trouxe pelo menos uma clara certeza: o fracasso das políticas de comunicação, tanto do Governo Dilma, como do PT”

OPOSIÇÃO, EMBORA TENHA O PODER ECONÔMICO E MIDIÁTICO AO SEU LADO, PERDE ELEIÇÃO PORQUE É RUIM, AFIRMA HADDAD
Viomundo / RBA
Haddad: Sem condições de debater, oposição apela para a “irracionalidade”; Aécio é visto como “patético”
Para Haddad, não resta à esquerda opção que não seja conduzir o debate para o campo do projeto: “Eles não poderiam perder uma eleição nunca com o poder econômico e político e midiático concentrado do jeito que é. Perdem porque são ruins. Observe o que estão fazendo no Plano Nacional, o Aécio é visto hoje por muita gente boa como patético”.

PT E GOVERNOS LULA E DILMA FRACASSARAM AO NÃO DEMOCRATIZAR OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO

REDE GLOBO - 50 ANOS DE MANIPULAÇÃO
Não pudemos atender pedidos de internautas, reproduzindo edição especial de maio de 2015 da revista Caros Amigos, com a reportagem especial que revê a história da Rede Globo, em razão de estar disponível apenas o link da síntese abaixo mencionada.
A revista pode ser comprada pelo preço de R$ 11,90, sem pagamento de frete, pela loja virtual da revista (clique aqui-0)
Esta história precisa ser acrescida com os desdobramentos recentes sobre o escândalo no futebol brasileiro e mundial, com a comprovação dos supostos pagamentos de propina para "cartolas", via J. Hawilla, sócio da Globo, para ter direitos exclusivos de transmissão de jogos de futebol no Brasil e no exterior (clique aqui-1 e aqui-2)

Caros Amigos - Edição de maio de 2015
Especial de Caros Amigos revê história da Rede Globo
Está nas bancas de todo o Brasil e na loja virtual de Caros Amigos o especial temático Globo - 50 Anos de Manipulação, que aproveita a data comemorativa da emissora para rever seu papel na história recente, o legado na política e no jornalismo.
A edição temática acompanha as “pegadas” de Roberto Marinho, seu fundador, desde antes da inauguração da emissora nos anos de 1960, quando já usava seu jornal para atacar governos populares, como o de Getulio Vargas e João Goulart. Mostra como um quase monopólio televisivo foi criado ao andar de braços dados com a ditadura e os braços do grupo em outros negócios – a família Marinho hoje está entre as mais ricas do mundo no setor de audiovisual, como também registra o especial de Caros Amigos.
Documento
A reportagem sobre a história da TV Globo traz um documento praticamente inédito, do acervo do Arquivo Nacional, revela como Marinho negociava com a ditadura ao registrar reunião entre o empresário e o ministro Golbery. Também atesta que a própria ditadura tinha seus cuidados com o empresário, pois sabia que uma emissora de TV que dominasse a audiência, dominaria a opinião pública, conforme está no documento.
Além das reportagens com foco na história e envolvimentos da emissora na política – como as manipulações na Diretas Já ou no debate entre Lula e Collor –, o especial traz uma análise e as diferenças entre os modelos de TV público, estatal ou privado; análise sobre as novelas, o principal produto da Globo e artigo sobre a necessidade de democratização da mídia com o fim do cartel formado pelos poucos grupos que dominam o setor

CAMPANHAS SUJAS
Carta Maior - 27/-7/2015
Globo 1989-2015: 26 anos de campanhas sujas contra Lula
Um promotor com folha de serviços judiciais que destacam 245 advertências por desempenho negligente protocolou uma acusação contra Lula em tempo recorde

LAVA JATO

A CADA SEMANA, UMA NOVA BOMBA EXPLODE NO COLO DO GOVERNO FEDERAL
Uol / Folha - 28/07/2015
Polícia Federal cumpre 30 mandados em nova fase da Operação Lava Jato
A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (28) a 16ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Radioatividade.
Os agentes cumprem 30 mandados judiciais, sendo dois de prisão temporária, cinco de condução coercitiva e 23 de busca e apreensão. Eles acontecem em Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Niterói e Barueri

DEFESA DE MARCELO ODEBRECHT CHAMA DE "REALITY SHOW JUDICIÁRIO" PROCESSO SOB COMANDO DE SÉRGIO MORO
Conversa Afiada - 28/07/2015
Brito: Odebrecht  denuncia a farsa da Lava Jato !

Folha - 28/07/2015
Advogados de Odebrecht dizem que juiz não dá ouvidos à defesa
A defesa chamou de "reality show judiciário" a publicidade da investigação, que permitiu que fossem expostas informações comerciais sensíveis da Odebrecht e mensagens particulares trocadas entre familiares de Odebrecht, sem relação com a investigação

Preso acusado de matar e enterrar mulher em São Roque

        
A Polícia Civil prendeu na tarde da sexta-feira (24) um rapaz de 23 anos acusado de matar e enterrar Luíza Amaral dos Santos, de 32 anos, conhecida como Paula. O corpo dela foi encontrado na noite de terça-feira, em uma região de mata, na travessa Maria Joana Branco da Silva, no distrito de Mailasque, em São Roque. O rapaz, preso em casa, nega ter sido o autor do crime. Ele mora no Jardim Pontaporã, mesma região onde aconteceram os fatos.

Durante a semana, testemunhas disseram ter ouvido o acusado dizer que havia matado uma mulher. Conforme a polícia, o motivo seria uma dívida de drogas. De acordo com as investigações, o suspeito teria levado a mulher até o local, utilizado por usuários para consumir drogas, onde, então, teria aproveitado o momento para matá-la. Depois, ele mesmo a teria enterrado.
A polícia ainda não sabe de que forma a mulher foi morta devido ao estado de decomposição que impossibilitou, no momento do encontro do corpo, verificar se havia sinais de disparo ou qualquer outra marca de violência

MP vai apurar relação entre agentes públicos e falsos médicos

Promotor que cuida do caso diz que fiscalização poderia ter evitado fraudes.
Pacientes que foram atendidos pelos suspeitos passam por reavaliação.

Do G1 Sorocaba e Jundiaí
O promotor de Mairinque (SP) responsável pelo caso dos falsos médicos que atuavam na região de Sorocaba (SP), Joaquim Portela, informou que o Ministério Público vai investigar a responsabilidade dos órgãos de fiscalização das prefeituras sobre a contratação dos profissionais e se eles poderiam ter evitado as fraudes.
"Nós vamos apurar tanto a qualidade do serviço público quanto a responsabilidade e eventual omissão dos agentes públicos na fiscalização dos contratos ou mesmo na condução do serviço de saúde, que é extremamente essencial à população. Nocaso de São Roque, por exemplo, qualquer pessoa normal pode imaginar que algumas das 60 mortes poderiam ser evitadas se essas pessoas tivessem sido atendidas por um médico habilitado", explica Portela.
Ainda nesta semana, o MP deve denunciar à Justiça o primeiro inquérito policial sobre o caso, concluído na semana passada. "Esse inquérito tem quase 30 volumes e se refere aos quatro médicos [que atuavam na cidade]. A princípio, eles vão responder por uso de documento falso, exercício ilegal da medicina e formação de quadrilha, mas, a partir da análise desses documentos, podem surgir outras imputações", diz o promotor.
Promotor vai apurar responsabilidade das prefeituras (Foto: Reprodução/TV Tem)Promotor vai apurar responsabilidade das
prefeituras (Foto: Reprodução/TV Tem)
Segundo Portela, as empresas que fornecem os médicos podem ter que devolver aos cofres públicos o valor pago aos falsos profissionais. "Vou entrar com pedido para que isso seja feito. A prefeitura pagou por um serviço que não teve. Ela contratou médicos e essa mão de obra não foi fornecida", explica o promotor.
Em São Roque (SP), a Diretoria de Saúde informou que recomendou à Santa Casa a suspensão dos serviços prestados pelas empresas Inova e Guazza. Mesmo assim, o hospital anunciou que, pelo menos enquanto durarem as investigações, as empresas continuam prestando os serviços médicos.
No local, alguns pacientes atendidos pelos profissionais que utilizavam documentos de outros médicos ainda estão agendados para retornar a uma nova consulta. É o caso da auxiliar de embalagem, Selma Regina Barbosa, que machucou o ombro no fim de junho e foi atendida pela primeira mulher a ser descoberta no esquema, identificada apenas como "Vilca". "Ela mandou tirar raio-x e falou que não tinha dado nada, mas mandou tomar uma injeção para passar a dor", conta Selma.
Depois de se consultar com outro médico, descobriu o verdadeiro diagnóstico. "Ele falou que eu estou com problema no nervo do braço. Aí, eu tive que passar por um ortopedista mesmo, até que me encaminharam para Sorocaba", afirma a auxiliar de embalagem.
 
A Santa Casa ainda não divulgou o total de pacientes que deve passar por nova consulta. Até o momento, mais de 400 pessoas já foram atendidas, seja pelo SUS,  pelo convênio ou particular. No Ministério Público de São Roque, nenhum inquérito sobre o caso foi aberto.
Entenda o caso
O caso dos falsos médicos que atuavam em unidades de saúde da região veio à tona depois que uma mulher que atendia no pronto-atendimento do município de Alumínio (SP), com o nome e registro profissional de Cibele Lemos, foi embora de um plantão sem dar justificativa à equipe que trabalhava com ela. Indignado, o diretor da unidade decidiu consultar o Conselho Regional de Medicina (CRM) para tomar uma atitude administrativa. Porém, ao abrir o perfil da profissional, viu que a foto não condizia com a pessoa que trabalhava no local.
Depois disso, a Diretoria de Saúde, a empresa responsável pela contratação e a Polícia Civil passaram a investigar todos os profissionais contratados pela pela prestadora de serviços, que fornecia profissionais para Alumínio, Mairinque e São Roque.
Dos seis médicos irregulares descobertos, apenas três tiveram as identidades divulgadas pela polícia. Eles são Pablo do Nascimento Mussolim, que utilizava o CRM e o nome de Pablo Galvão, um médico do Rio Grande do Norte; Natani Thaisse de Oliveira, que trabalhava com os documentos de Natalia de Oliveira, cuja localização ainda não foi confirmada pela polícia, e outra mulher identificada apenas como Vilca, que utilizava o CRM de Cibele Lemos, profissional que trabalha no extremo norte do estado.
No dia 16 de julho, Pablo e Natani foram detidos pela polícia e levados para a delegacia de Mairinque para serem ouvidos. A suspeita da polícia é que os dois tenham se formado em faculdades de medicina estrangeiras, cujos diplomas não têm validade no Brasil e, por isso, utilizavam CRMs de terceiros. Já o advogado de Vilca informou que a cliente não se apresentaria porque estava a caminho da Bolívia.
60 óbitos
Entre os documentos apreendidos em uma operação da Polícia Civil no dia 17, estavam pelo menos 60 declarações de óbito assinadas pelos falsos médicos. A informação é da delegada Fernanda Ueda. O material foi recolhido em São Roque.
"Essas declarações foram feitas por quatro pessoas que, em tese, não teriam habilitação. Também não se descarta que eles tenham feito a prática médica e o óbito tenha sido declarado por outro profissional. Existe uma semelhança muito grande entre os médicos falsos com aqueles dos quais eles utilizavam o CRM ", explica Ueda.
O delegado seccional Marcelo Carriel diz que a investigação deve averiguar esse envolvimento dos falsos médicos com os óbitos. ”Agora é a investigação para se constatar se esses óbitos são decorrentes de um mau atendimento ou da falta de um atendimento adequado, como um encaminhamento que não deveria ocorrer, ou se qualquer coisa desse tipo que tenha levado ao óbito dessas pessoas".
O que dizem as empresas
A Innovaa, empresa prestadora de serviços responsável pelas contratações dos médicos, emitiu uma nota sobre o caso. De acordo com o comunicado, as admissões foram feitas com base na apresentação dos documentos pessoais e do registro do profissional no Conselho Regional de Medicina (CRM) e, no caso dos médicos irregulares, todos os documentos apresentados condiziam com profissionais médicos registrados no CRM. Segundo a empresa, a falsificação desses documentos não foi detectada, inclusive porque as fotos dos profissionais só passaram a aparecer no site do Cremesp no dia 6 de julho.
Já o Instituto Ciências da Vida informou que está à disposição da polícia e que também é vítima da situação, já que se sente igualmente enganada pelos falsos médicos. O ICV esclareceu ainda que, a partir dos fatos denunciados, ampliou o rigor na seleção e contratação dos profissionais e das empresas fornecedoras de mão de obra médica.
Os três são investigados por utilizarem CRM de outros médicos (Foto: Reprodução TV TEM)Pablo, Natani e Vilca são suspeitos de usar CRM de outros médicos (Foto: Reprodução TV TEM)

Gêmeas têm filhas ao mesmo tempo
Folha de S.Paulo

Duas gêmeas idênticas de 23 anos deram à luz duas meninas, anteontem, na mesma sala de parto do hospital São Donato, da rede pública de Içara, no sul de Santa Catarina.
Emanuelle e Valentina, filhas de Joyce e Jéssica Lino, respectivamente, nasceram de parto normal, com intervalo de apenas três horas.
As irmãs descobriram a gravidez na mesma época e tiveram até desejos semelhantes.
"Estava planejando ter meu segundo filho, mas não sabia que ela também queria engravidar. Quando Jéssica contou que estava grávida, já desconfiava estar também, mas demorei um tempo para contar, para que ela curtisse o momento dela. Na gravidez, ficamos com muita vontade de comer pamonha", contou Joyce, que já tem um filho de seis anos.
No sábado, as duas começaram a sentir dores e mantiveram contato por mensagens de celular. Quando as dores aumentaram, a família toda foi ao hospital.

Vereador constrói camarote VIP com grana da prefeitura


Folha de S.Paulo

O vereador de São Paulo Milton Leite (DEM) conseguiu que a prefeitura construísse um camarote VIP em uma escola de samba ligada a ele e sua família no Grajaú, zona sul da capital.
No ano passado, Leite conseguiu aprovar uma emenda parlamentar para reforma de um "ginásio multiuso anexo à Casa de Cultura Palhaço Carequinha", que oferece oficinas gratuitas a moradores.
Vizinho ao centro cultural, o ginásio, porém, funciona na prática como quadra da sede da Escola Estrela do Terceiro Milênio, do grupo 1 do Carnaval paulistano –equivalente à terceira divisão.
Resposta
O vereador Milton Leite afirmou que não há irregularidades na reforma na área usada pela Estrela do Terceiro Milênio.
Ele admitiu que a obra era destinada à quadra da escola, um pedido dos moradores da região.
"A reforma foi feita em um espaço público, que é utilizado pela comunidade", disse Leite, referindo-se à quadra da escola.
Questionada, a prefeitura afirma que fará vistoria para verificar eventuais irregularidades.
A reportagem procurou a direção da escola de samba, mas não obteve resposta até a conclusão desta edição.

Prefeitura reduz velocidade em avenida da zona sul
Tadeu Nunes
do Agora

Em meio à polêmica da redução das velocidades nas marginais Tietê e Pinheiros, a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) diminuiu, ontem, o limite máximo permitida na estrada de Itapecerica, uma das vias mais importantes da zona sul, de 60 km/h para 50 km/h.
Motoristas e pedestres reclamaram que não foram avisados ou que faltou tempo para se adaptarem à mudança.
A CET diz que instalou faixas com as informações cinco dias antes da alteração.
Em 2014, a via foi a terceira com mais acidentes fatais.
Foram registradas, no total, 22 mortes, 7 delas de pedestres atropelados.
Resposta
A CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) disse que avisou os motoristas e pedestres sobre a redução da velocidade máxima na estrada de Itapecerica (zona sul), de 60 km/h para 50 km/h, por meio de sete faixas e oito banners, instalados nos principais acessos da via na quarta-feira da semana passada.
Além disso, a companhia também disse ter avisado, na semana passada, os meios de comunicação sobre a mudança de velocidade.
Segundo a companhia, entre janeiro e abril deste ano, apenas um acidente com vítima fatal foi registrado na estrada de Itapecerica.
Questionada pela reportagem, a companhia não informou o motivo da redução da velocidade na avenida.
Também não afirmou se novos radares serão instalados na avenida nas próximas semanas.

Fio caído em calçada obriga pedestre a abaixar a cabeça

Tadeu Nunes
do Agora

Um fio caído de um poste na rua Cristóvão de Burgos, Sumarezinho (zona oeste), na altura do número 54, põe em risco quem passa pela calçada da via.
O fio está a cerca de 1,5 metro do chão, no ponto mais baixo, e fica em frente a um ponto de ônibus. Quem desce ali também tem que prestar atenção e desviar para não se enroscar.
Com a inscrição "Net Serviços", o cabo está apoiado sobre os galhos de duas árvores e do ponto de ônibus. Caso contrário, estaria próximo ao chão e os pedestres poderiam tropeçar.
Resposta
A Net afirmou que providenciou a correção do cabo solto na rua Cristóvão de Burgos, na Sumarezinho (zona oeste).
Segundo a empresa, o conserto seria feito pela equipe técnica até o fim da tarde de ontem.
A empresa explicou que o fio solto era um cabo extra, utilizado para casos de emergência, e nenhum cliente da região havia reclamado da queda dos serviços.
Por isso, a empresa não soube dizer há quanto tempo o fio estava naquela situação.

Lei Cidade Limpa tem menos multas na gestão Haddad

Irregularidade na Lei da Cidade Limpa em loja
Stephane Sena e William Cardoso
do Agora

O número de multas aplicadas com base na Lei Cidade Limpa despencou durante a gestão de Fernando Haddad (PT), na comparação com o antecessor, Gilberto Kassab (PSD).
No primeiro semestre de 2015, foram flagradas 220 infrações, contra 1.870 de 2012, último ano da administração do atual ministro das Cidades.
A lei foi implantada por Kassab em janeiro de 2007 para organizar a publicidade na capital e estabeleceu regras para a colocação de cartazes, banners e placas em estabelecimentos comerciais, aplicando multa em caso de descumprimento –atualmente é de R$ 10 mil.
Segundo um agente ouvido pela reportagem que preferiu não se identificar, a fiscalização foi afrouxada e, atualmente, só é realizada quando surge uma denúncia por parte da população.
Resposta
A Secretaria Municipal da Coordenação das Subprefeituras afirmou, em nota, que promove desde o fim do mês de junho uma operação de combate à poluição visual na cidade de São Paulo.
Segundo o órgão, já foram apreendidos durante essa operação mais de 90 mil itens.
"A iniciativa, que se estenderá ao longo ano, tem o objetivo de coibir a propaganda irregular nas vias da capital e acontece na abrangência das 32 subprefeituras", disse.
Segundo a secretaria, há 560 agentes vistores.
"Quanto aos locais apontados, as respectivas subprefeituras farão vistoria para tomar as medidas cabíveis", disse.

Vacina contra a dengue mostra mais eficácia em maiores de 9 anos


ebc         
Artigo publicado hoje (27) na revista New England Journal of Medicine mostra que a vacina contra a dengue, do laboratório francês Sanofi Pasteur, tem maior eficácia em pessoas maiores de 9 anos. Como o imunizante foi testado em pessoas de até 60 anos, este é o limite da indicação do produto.
O imunizante, de forma geral, mostrou eficácia de 60,8% contra os quatro sorotipos da doença,  taxa de redução de hospitalização de 80,3% e diminuição de 95,5% de casos graves da dengue. Uma vez aprovada, a imunização será feita em três doses, com intervalos de seis meses. 
A vacina aguarda registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) desde março, quando a Sanofi entrou com pedido, mas a agência reguladora não deu prazo para o fim da análise do pedido. Segundo Sheila Homsani, diretora médica da Sanofi Pasteur, até o final do ano o laboratório espera conseguir o registro da vacina em 20 países. O levantamento publicado hoje é uma junção dos estudos feitos na América Latina e na Ásia.
Ela disse que o laboratório analisou a população acima e abaixo de 9 anos e avaliou que a eficácia da vacina, acima dessa faixa de idade, contra os quatro sorotipos foi 66%, a eficácia contra casos graves continua altíssima, de 93%, e a proteção contra hospitalizações fica em 80,8%, "um resultado superbom”, segundo Sheila.
Nas pesquisas feitas na Ásia, os resultados mostram que a eficácia da vacina entre crianças de 2 a 5 anos é de 33%, considerada baixa pelo laboratório. Na publicação de hoje, a empresa ainda mostrou que houve mais hospitalizações no público asiático com menos de 9 anos. “Vamos avaliar se esses resultados são porque os anticorpos caem mais rápido ou porque o sistema imunológico das crianças ainda é imaturo”, ressalvou ela.
O valor do produto deve ser determinado pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos, caso o registro seja concedido. O desenvolvimento da vacina durou 20 anos. A Sanofi Pasteur foi o primeiro laboratório do mundo a pedir o registro da vacina.

Pacientes com hepatite C terão tratamento com 90% de chance de cura

 

                          

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, lança a campanha de prevenção à hepatite C (Elza Fiúza/Agência Brasil)
O ministro da Saúde, Arthur Chioro, apresenta novos remédios para tratamento da hepatite C Elza Fiúza/Agência Brasil
Os pacientes da rede pública com hepatite C contarão com tratamento mais moderno e que, segundo o Ministério da Saúde, cura 90% dos casos, enquanto os medicamentos usados atualmente chegam no máximo a 47% de chance de cura. A expectativa do governo é tratar 30 mil pessoas em um ano.
Os novos remédios provocam menos efeitos colaterais e custam menos aos cofres públicos. O tratamento atual custa US$ 24 mil por paciente. Agora, as combinações feitas com daclastavir, simeprevir e sofosbuvir custam US$ 9,6 mil por paciente. Os Estados Unidos adotaram os três remédios há um ano.
“É uma revolução no tratamento da hepatite C, muito semelhante à que aconteceu com os coquetéis contra a aids”, disse o ministro. Segundo Chioro, o tempo de tratamento cai de nove para três meses.
O ministro destacou uma melhoria na administração dos remédios hoje disponíveis, que são injetáveis, com o tratamento passando a ser por via oral.
Outros pacientes beneficiados com o novo tratamento são os portadores de hepatite C que têm HIV/Aids ou que passaram por transplante de fígado. Eles não podiam ser tratados com o remédio que será substituído, porque as reações do organismo contraindicavam a medicação. Com os novos medicamentos, eles poderão se tratar contra a hepatite C.
O novo protocolo clínico facilita também o diagnóstico da doença para o início do tratamento. Antes, para o paciente começar a se tratar, era necessário passar por uma biópsia, exame invasivo que não é feito em todo lugar.
O diretor do departamento de HIV/Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Fábio Mesquita, explica que, com a nova diretriz, o paciente vai primeiro passar pela triagem de posto de saúde. Caso seja necessário, será encaminhado para o serviço especializado, que indicará se há necessidade de mais exames.
Todos os anos surgem cerca de 10 mil casos de hepatite C no Brasil. Ao todo, 120 mil casos da doença foram confirmados desde que surgiu o diagnóstico, em 1993. Mais de 100 mil pessoas fazem tratamento pelo Sistema Único de Saúde. A estimativa do Ministério da Saúde é que 1,4 milhão de pessoas estão infectadas, mas, como a doença não apresenta sintomas, a maioria não sabe.

Latrocínios, roubos e furtos caem em SP

SÃO PAULO - A quantidade de crimes de latrocínio (assalto seguido de morte) teve queda na cidade de São Paulo e no Estado, no primeiro semestre de 2015 na comparação com o mesmo período do ano passado, atingindo as menores marcas desde 2012. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, foram 177 registros entre janeiro e junho deste ano, considerando todo o território de São Paulo, contra 201 casos nos seis primeiros meses de 2014. A redução foi de 12% no acumulado. Só na capital foram 58 latrocínios neste primeiro semestre, contra 76 do mesmo período do ano passado, representando uma queda de 23,68%. 
Os dados foram divulgados nesta segunda-feira, 27, por Alexandre de Moraes, secretário estadual de Segurança Pública. Também houve queda nos casos de roubo e furtos no primeiro semestre. Na capital, os assaltos recuaram em 6,75% no primeiro semestre deste ano. No acumulado, foram 76.965 casos contra 82.534 nos seis primeiros meses do ano passado. A diminuição nos roubos em todo o Estado foi de 5,56%.

Questionado se a queda neste índice foi motivada por um subnotificação pela dificuldade encontrada por vítimas em registrar roubos de celulares, já que é necessário informar o IMEI - código de 15 dígitos que identifica cada aparelho -, Moraes negou. "Não houve nenhuma alteração. O registro físico, na delegacia, não precida do IMEI. Se a delegacia não estiver fazendo isso, estão fazendo errado", afirmou o secretário. 
Roubo de carga e a bancos. Dois tipos de roubos, praticados por quadrilhas fortemente armadas e com informações sobre as vítimas, tiveram aumento no primeiro semestre de 2015: de cargas e a bancos. Contra as instituições bancárias, o aumento no período foi de 2% no Estado e de 23% na capital. Moraes minimizou, dizendo que "é uma variação baixa". Ele também afirmou que o indicador "está dentro da margem de erro." 
Nos roubos a carga, apesar de redução nas comparações entre junho de 2015 e o mesmo mês do ano passado, houve aumento significativo no acumulado do semestre. No Estado, foi 2,84% e a cidade registrou elevação de 7,61%. Desde o início do ano a pasta tem se esforçado para reduzir esse tipo de crime. No início do ano, Moraes pediu um estudo sobre os casos de roubo carga. 

Procurador da Lava Jato nega que tenha havido escuta em cela de Youssef

 
 
O coordenador da força-tarefa Lava Lato, procurador da República Deltan Dallagnol, apresenta propostas do Ministério Público Federal para o combate à corrupção (Marcelo Camargo/Agência Brasil)© Marcelo Camargo/Agência Brasil O coordenador da força-tarefa Lava Lato, procurador da República Deltan Dallagnol, apresenta propostas do Ministério Público Federal para o combate à corrupção (Marcelo Camargo/Agência Brasil) O procurador da República Deltan Dallagnol, que integra o núcleo da Operação Lava Jato, negou hoje (27) que tenha havido escuta na cela onde estava o doleiro Alberto Youssef, na carceragem da Polícia Federal (PF), em Curitiba. O fato, denunciado pelo próprio Youssef, em abril do ano passado, foi refutado por uma sindicância concluída pela PF em setembro de 2014.
Perguntado se a suposta escuta na cela do doleiro poderia inviabilizar futuramente as investigações da Lava Jato, pois nesse caso a escuta seria ilegal, Dallagnol disse não temer que o fato repercuta negativamente sobre a operação e negou que tenha sido utilizada informação baseada em escuta ilegal.
“Jamais apareceram quaisquer escutas e muito menos indicativos de influência delas nas investigações. É um caso sob investigação. Mas jamais identificamos qualquer escuta que tenha sido instalada. O que existiu é um aparelho que, em princípio, não estava funcional. Esta é uma situação sob apuração”, sustentou o procurador.
Dois policiais federais admitiram, durante audiência da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, no dia 2 de julho, que as escutas existiram. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, também em depoimento à CPI da Petrobras, no último dia 15, classificou de gravíssimo o fato, se for comprovado.
Dallagnol veio ao Rio participar do lançamento do projeto Dez Medidas contra a Corrupção, que pretendo recolher 1,5 milhão de assinaturas para apresentar ao Congresso um projeto de iniciativa popular com ações anti-corrupção. Ele apresentou o projeto a lideranças comunitárias e religiosas, reunidas no Seminário Teológico Batista do Sul, a quem pediu apoio à iniciativa.
O procurador criticou a corrupção no país e disse que, baseado em dados das Nações Unidas, o Brasil gasta R$ 200 bilhões em propinas todos os anos.
“Esse valor permitiria triplicarmos no Brasil o investimento federal em saúde ou educação e que melhorássemos tudo o que é gasto, em todo o país, por todos os entes da Federação, em segurança pública.”
Ele disse acreditar na punição de todos os envolvidos nos casos de corrupção envolvendo empreiteiras, agentes públicos e políticos que superfaturaram contratos com a Petrobras, recebendo propinas milionárias em dinheiro público.
“Nós vamos fazer o nosso melhor, tudo o que está em nosso alcance, para que todos sejam punidos, por todos os crimes, na medida de sua responsabilidade. Nós acreditamos que, neste caso, existe uma série de fatores que vai permitir que a punição seja alcançada de modo efetivo.”
Os dez temas da campanha contra a corrupção são os seguintes: Prevenção à corrupção, transparência e proteção à fonte de informação; Criminalização do enriquecimento ilícito de agentes públicos;  Aumento das penas e crime hediondo para corrupção de altos valores; Aumento da eficiência e da justiça dos recursos no processo penal; Celeridade nas ações de improbidade administrativa; Reforma no sistema de prescrição penal; Ajustes nas nulidades penais;  Responsabilização dos partidos políticos e criminalização do caixa 2; Prisão preventiva para evitar a dissipação do dinheiro desviado; Recuperação do lucro derivado do crime.
Para participar da campanha e baixar os formulários para recolher assinaturas, basta acessar o endereço eletrônico www.combateacorrupcao.mpf.mp.br