segunda-feira, 27 de abril de 2015

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SP (ALESP) CONTRARIA PRINCÍPIOS DA LEGALIDADE, IMPESSOALIDADE, MORALIDADE, PUBLICIDADE E EFICIÊNCIA, ESTABELECIDOS NO CAPUT DO ARTIGO 37, DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL



TREM DA ALEGRIA CRIA 244 CARGOS DE LIVRE NOMEAÇÃO

Diário da Região / Coluna do Rodrigo Lima - 26/04/2015
Trem da alegria na Alesp
Quatro projetos de resolução protocolados na Assembleia Legislativa de São Paulo preveem a criação de 244 cargos em comissão com salários que variam entre R$ 4,8 mil a R$ 17,7 mil. A proposta já é apelidada por integrantes da oposição ao governo Geraldo Alckmin (PSDB) de “trem da alegria”. A Mesa Diretora, presidida pelo deputado estadual Fernando Capez (PSDB), é quem assina as iniciativas. Os cargos são distribuídos nos projetos que criam o gabinete de Corregedoria Parlamentar, a Ouvidoria do Parlamento, o Sistema de Avaliação de Desempenho da Administração Pública (Sadap), o Núcleo de Avaliação Estratégica (NAE). As propostas têm tramitação a jato, inclusive, com pedido de urgência já aprovado. Ou seja, o cabidão de emprego no Legislativo pode ser aprovado já na próxima semana sem quase nenhum debate. O deputado João Paulo Rillo (PT) classificou os projetos como uma “loucura”. A suspeita é de que os cargos seriam compromisso de Capez para assumir o comando da Assembleia em março deste ano. 

ENQUANTO A BASE ALIADA ALCKMISTA CRIA O CABIDÃO DE EMPREGOS NA ALESP,  ......

.... GOVERNO DE SP DECRETA CONTINGENCIAMENTO DO ORÇAMENTO E PROMOVE CORTES EM TODAS AS SECRETARIAS
Portal do Governo de SP - 02/01/2015
Alckmin anuncia redução de gastos para 2015
O governador Geraldo Alckmin realizou nesta sexta-feira, 2, a primeira reunião com o novo secretariado após a posse para a gestão 2015-2018. Durante o encontro, o governador anunciou o corte de 15% dos cargos comissionados, de 10% dos gastos com custeio do Estado e o contingenciamento de 10% do orçamento discricionário, aproximadamente R$ 6,6 bilhões das despesas previstas para o an
Os cortes dos cargos e do custeio valem para todas as secretarias

REDUZ INVESTIMENTOS NAS ÁREAS DE INFRAESTRUTURA E MOBILIDADE
Estadão 
Alckmin desacelera execução de obras de trens, Metrô e do Rodoanel Norte
As principais obras de mobilidade da gestão Geraldo Alckmin (PSDB) na Grande São Paulo perderam o ritmo e algumas, como o Trecho Norte do Rodoanel, pararam. Os sistemas de acompanhamento de gastos do governo mostram execução de até 0,05% de algumas das ações, como a Linha 9-Esmeralda de trens. Operários relatam demissões em massa nos canteiros, enquanto vizinhos confirmam a paralisia e fornecedores recebem comunicados ordenando a redução de gasto

CULTURA É DAS SECRETARIAS MAIS AFETADAS
Estadão - 26/04/2015
Cortes no orçamento estadual em São Paulo afetam área de música



... E MANTÉM POSTURA INTRANSIGENTE PARA ATENDER LEGÍTIMAS REIVINDICAÇÕES DOS PROFESSORES DA REDE ESTADUAL  EM GREVE HÁ MAIS DE 44 DIAS
Apeoesp
Greve de professores: entre a negligência do estado e da grande imprensa

ALCKMIN SURTOU EM SALTINHO (SP)
PM - 26/04/2015
Após ser vaiado, Alckmin surta e diz que greve dos professores é patrocinada pelo PT e que não terá acordo
O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), foi vaiado por um grupo de pessoas que protestavam por reajustes nos salários dos professores no estado durante passagem por Saltinho (SP), na manhã deste sábado (25). 
Após ser vaiado e ser impedido de falar, o governador teve uma crise de surto e começou a gritar dizendo que a greve se trata de uma situação politica, um grupo comandado e patrocinado pelo PT e pela CUT e que não representa os professores de São Paulo.
Alckmin estava na cidade para assinatura de um repasse de recursos de um convênio que prevê perfuração de um poço de captação de água, já que Saltinho teve racionamento durante a crise hídrica. Durante a cerimônia na praça central do município, no entanto, cerca de 20 pessoas com cartazes gritavam críticas ao governador

COMBATE AOS MAL-FEITOS DA GESTÃO ALCKMIN

INDÍCIOS DE IRREGULARIDADES NOS CONTRATOS DE PUBLICIDADE DO GOVERNO ALCKMIN

Blog do Rillo - 26/04/2015 
Rillo e líder do PT querem quebra de sigilo da Appendix
O deputado estadual João Paulo Rillo e o líder da bancada do PT na Assembleia Legislativa, Geraldo Cruz, apresentaram, quinta-feira, dia 23, representação à Procuradoria Geral de Justiça para abertura de inquéritos civil e criminal para apuração de crime contra a administração pública e ato de improbidade administrativa em contratos de publicidade do governo de São Paulo

Folha - Painel - 27/04/2015
Tiroteio
"Mais do que o abastecimento criminoso de blogs que vivem de caluniar o PT, as tenebrosas relações entre as agências e os
gestores públicos precisam de apuração".
Do Líder do PT na Assembleia Legislativa, Geraldo Cruz (SP),  sobre a subcontratação de empresa de um blogueiro anti­PT pelo governo de Geraldo Alckmin (PSDB).
Leia esta e outras notas no Painel desta segunda-feira.

Diário da Região
PT quer investigar contratos da Comunicação de Alckmin
A bancada do PT na Assembleia Legislativa quer emplacar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar supostas  irregularidades envolvendo contrato da Subsecretaria de Comunicação do governo de São Paulo e a empresa Propeg. Em nota, a assessoria do deputado estadual João Paulo Rillo (PT) afirma que o objetivo é investigar “ os demais contratos de publicidade com o governo do Estado de São Paulo e eventuais subcontratações decorrentes dos contratos originais”. 
Rillo também fez representação para ser protocolada junto ao Ministério Público. “São medidas em defesa do patrimônio público de São Paulo e da transparência plena das ações governamentais”, disse Rillo.

FRAUDES EM INVESTIGAÇÕES PARA ACOBERTAR CRIMES PRATICADOS POR POLICIAIS MILITARES DE SP

ERASMO DIAS CONFESSA QUE AJUDOU A FRAUDAR VÁRIAS INVESTIGAÇÕES CRIMINAIS ENVOLVENDO POLICIAIS MILITARES, INCLUSIVE AS DA ROTA 66 EM SP
Estadão - 26/04/2015
A confissão - "Eles estavam desarmados"
Então secretário da Segurança Pública, coronel Erasmo Dias diz que polícia armou tiroteio com rapazes no caso que aconteceu há 40 anos e ficou conhecido como o Caso da Rota 66
A absolvição dos policiais da Rota 66 foi um erro judicial", afirma João Benedito de Azevedo Marques, procurador de Justiça

Estadão - 26/04/2015
Jovens de classe média alta foram metralhados nos Jardins, zona sul de São Paulo em 23 de abril de 1975, há 40 anos
"A gente era mesmo caçador de bandidos", afirma Roberval Conte Lopes, capitão da Rota e vereador pelo PTB na cidade de São Paulo, que encampa a versão dos  policiais que só atiraram porque houve revide, desmentida por perícias e pela confissão de Erasmo Dias.

OUTRAS NOTÍCIAS DE SÃO PAULO

SABESP FORNECE ÁGUA CONTAMINADA NA ZONA NORTE DA CIDADE DE SÃO PAULO
Estadão - 27/04/2015
Morador recebe água contaminada na zona norte
Problema, no Jardim Paulistano, estaria acontecendo momentos antes dos cortes no abastecimento, ou quando a água volta; Sabesp vai analisar causas

EPIDEMIA DE DENGUE NO ESTADO DE SP: GOVERNO ALCKMIN E PREFEITOS PAULISTAS FALHAM NO COMBATE À DOENÇA
Folha - 27/04/2015
Com total de 222 mil casos, dengue bate recorde no Estado de SP
O número de casos confirmados de dengue no Estado de São Paulo, até o dia 22 de abril, é o maior já registrado na série histórica disponível, iniciada em 1986.
São 222.044 vítimas da doença em 645 cidades, segundo o último boletim do Centro de Vigilância Epidemiológica estadual, órgão que tabula os resultados, divulgado no final de semana.
O recorde de contaminados pela doença era de 2013, quando 209.052 pessoas se infectaram durante o ano em todo o Estado. Em 2014, foram 204.236 confirmações.
Outro resultado negativo próximo de ter o recorde batido na epidemia deste ano em São Paulo –são mais de 300 casos por 100 mil habitantes, o que configura situação epidêmica– é o número de mortes confirmadas

NOTÍCIAS NACIONAIS DE ÂMBITO NACIONAL

PROTESTOS CONTRA GLOBO NESTE DOMINGO, 26/04, EM TODO O BRASIL
Viomundo
As imagens dos protestos contra a Globo em todo o Brasil

MENSAGEM DO MINISTRO LUIS ROBERTO BARROSO EMOCIONA INTERNAUTAS E VIRALIZA NO FACEBOOK
CBN - Brasil
A vida e o Direito: breve manual de instruções - por Luis Antonio Barroso
Luis Roberto Barroso foi patrono de uma turma de formandos em Direito e fez o discurso durante colação de grau.Foram 47 mil curtidas em apenas dois dias

FRENTE SUPRAPARTIDÁRIA NO SENADO CONTRA PROPOSTAS DEFENDIDAS POR EDUARDO CUNHA,  ADVINDAS DAS BANCADAS DAS BBBs
Estadão - 26/04/2015
Senado cria bloco contra presidente da Câmara
Grupo recém-formado se articula para barrar na Casa pautas apoiadas por Eduardo Cunha

BANCADAS DAS BBBs (BALA, BOI E BÍBLIA) RESPALDAM AÇÕES DE EDUARDO CUNHA
Estadão - 26/04/2015
Cunha impõe pauta turbinado por ‘BBBs’
Deputados das bancadas da ‘bala, boi e Bíblia’ atuam juntos em defesa de interesses próprios e aumentam poder do presidente da Câmara

AÉCIO PODERIA DAR EXEMPLO, PEDINDO DESCULPAS PELA CONSTRUÇÃO DO AEROPORTO DE CLÁUDIO E POR TER QUEBRADO MINAS GERAIS, ANTES DE COBRAR  PEDIDO DE DESCULPAS  DE LULA E DILMA POR CONTA DA PETROBRÁS
Blog do Juca Kfouri - 26/04/2015
Aécio tem razão 
“Diante de R$ 6 bilhões pelo ralo, o Brasil exige dois pedidos de desculpas. Quem terá coragem de falar primeiro: Lula ou Dilma?”
O candidato derrotado na última eleição tem toda razão.
E também poderia dar exemplo, se antecipando e pedindo desculpas por uma coisa tão menor, teoricamente muito mais fácil, sobre o Aeroporto de Cláudio. 
Nem se está falando do mensalão tucano mineiro etc, nada disso.
Só do aeroporto na fazenda do titio

CONTRA A CORRUPÇÃO NO ESTADO BRASILEIRO, AQUELA VELHA SENHORA, O COMBATE TEM QUE SER PERMANENTE

MUITO ALÉM DA PETROBRÁS
Estadão - 25/04/2015
'Será que só a Petrobrás?', questiona Ricardo Berzoini
Petista sugere que esquema da estatal federal também ocorre em empresas estaduais sob comando de partidos da oposição



LEMBRANÇAS DO CASO PROER NA GESTÃO FHC: VINTE ANOS DEPOIS, BANCOS FALIDOS DEVEM R$ 30 BILHÕES AO BANCO CENTRAL
Estadão - 25/04/2015
Acerto de contas do Proer pode durar 33 anos
Um dos mais polêmicos programas de socorro da história do País completa duas décadas; valor só deve ser liquidado em 13 anos

HSBC DA SUÍÇA - DELATOR DO ESQUEMA QUER COLABORAR COM AUTORIDADES BRASILEIRAS
RFI - 27/04/2015
Em Paris, Janot não descarta receber informações de delator de escândalo do HSBC
Uma equipe do Ministério Público do Brasil está em Paris para buscar mais informações sobre o escândalo conhecido como SwissLeaks. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, vai tentar receber das autoridades francesas documentos das contas secretas de brasileiros no banco HSBC na Suíça. Ao ser questionado sobre se entraria em contato com o delator francês do esquema, Janot declarou que “toda a colaboração é bem-vinda”.

AGENDA POLÍTICA DESTA SEMANA - 27 DE ABRIL A 3 DE MAIO
BFR
Confira a agenda

CULTURA

ENTREVISTA COM LETÍCIA SABATELLA, UMA ATRIZ ENGAJADA POLITICAMENTE
Estadão - 27/04/2015
‘A grande censura é hipócrita, quer que as pessoas sejam oprimidas’, afirma Letícia Sabatella
Prestes a estrear na série Amorteamo no papel de Arlinda, atriz comenta sua fama de politizada, fala de sua experiência no MST e da polêmica do beijo gay em Babilônia.

ESPORTES

ARBITRAGEM POLÊMICA NO JOGO PALMEIRAS 1 X 0 SANTOS
  • Expulsões dos técnicos que entraram no campo ao final do 1º tempo foram corretas?
  • No gol do Palmeiras, o corta-luz feito pelo jogador do Palmeiras, em impedimento passivo,  iludiu ou não os jogadores do Santos? 
  • O pênalti sofrido pelo atacante palmeirense e não marcado pelo juiz é resultado de um tranco na bola ou no jogador? 
  • O pênalti marcado a favor do Palmeiras, desperdiçado por Dudu, foi um erro do juiz, pois a falta acontece antes da entrada da grande área?
  • Juiz agiu corretamento ao corrigir erro na expulsão de defensor santista?
ESPN
Salvio Spinolta, ex-árbitro de futebol e comentarista da ESPN, desfaz as dúvidas acima suscitadas com equipe de jornalistas

MELHORES MOMENTOS

G1
Melhores momentos: Palmeiras 1 x 0 Santos

G1
Melhores momentos de outros jogos
Escolha o jogo de sua preferência




MP entra com ação de improbidade administrativa contra prefeito de Salto

Juvenil Cirelli (PT) teria aplicado dinheiro público em banco privado e "maquiado" a contabilidade




Wilson Gonçalves Júnior
wilson.junior@ jcruzeiro.com.br

O Ministério Público do Estado de São Paulo entrou com ação de improbidade administrativa contra o prefeito de Salto, Juvenil Cirelli (PT), por aplicação de dinheiro público em banco privado (Banco Rural) e por "maquiar" a contabilidade do município frente ao Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE/SP) na tentativa de ocultar a irregularidade. O prefeito aplicou R$ 1,1 milhão no Banco Rural e o município teve prejuízo R$ 870 mil, já que a instituição financeira faliu e o poder público conseguiu recuperar apenas R$ 250 mil. O prefeito Juvenil Cirelli disse, em nota, que ainda não foi notificado pela Justiça e que não cometeu nenhum ato ilícito.

A ação civil pública foi movida pelo promotor Luiz Fernando Guinsberg Pinto e tramita na 1ª Vara do Fórum de Salto desde sexta-feira passada (dia 17). O promotor pediu em liminar que a Justiça bloqueie os bens do prefeito Juvenil Cirelli até o limite do prejuízo causado ao erário, no total de R$ 870.923,54. Além disso, caso o prefeito seja condenado, o MP solicita as seguintes sanções: o ressarcimento integral do dano; a perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio, se concorrer esta circunstância; a perda da função pública, a suspensão dos direitos políticos de cinco a oito anos; o pagamento de multa civil de até duas vezes o valor do dano e a proibição de contratar com o poder público pelo prazo de cinco anos.

Segundo o MP, o prefeito Juvenil Cirelli efetuou, no dia 10 de maio de 2013, uma aplicação financeira (CDB POS P-1) de R$ 1,1 milhão no Banco Rural, de São Paulo. O promotor alegou, na ação, que a aplicação de recursos públicos em bancos privados é ilegal e contrariam artigos da Constituição Federal (CF) e da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Guinsberg declarou, também na ação, que a ilegalidade em questão foi constatada pelo TCE/SP, na análise das contas do ano de 2013 do município de Salto, já que a fiscalização constatou a existência da conta sob o título "conta reserva", com saldo disponível de R$ 870.923,54. Portanto, somente após questionamento do TCE, que foi desvendada a "manobra absolutamente ilegal". "Com efeito, ao ser questionada, a administração não teve mais como esconder que realizou uma aplicação financeira em banco não oficial (o Banco Rural) e que o montante indicado (R$ 870.923,54) não estava mais disponível, como constava falsamente no "Boletim da Tesouraria", já que o Banco Rural foi liquidado e o município conseguiu reaver apenas R$ 250 mil do valor investido."

O promotor disse ainda, na ação, que o prefeito infringiu a Lei de Improbidade Administrativa, ao aplicar recursos públicos em banco não estatal que estava notoriamente em risco de liquidação, situação comprovada pelo fato de que o Banco Rural faliu três meses após a aplicação financeira realizada pelo município. Guinsberg afirmou ainda que o prefeito também infringiu a Lei de Responsabilidade Fiscal ao "maquiar" a contabilidade do município para tentar ocultar o ato de improbidade do órgão de fiscalização. Além disso, frisou o promotor, o prefeito deixou de dar publicidade da aplicação e do prejuízo à população por meio do portal da transparência, contabilizando "dolosamente" a perda como "recurso disponível".

O Banco Rural ficou conhecido nacionalmente no caso do Mensalão.


Prefeito


O prefeito Juvenil Cirelli informou ontem, por meio da assessoria de imprensa, que não foi citado até o momento. Na nota, ele disse que não cometeu nenhum ato ilícito, "muito menos em benefício próprio" e que aguardará a citação oficial para que possa apresentar seus argumentos. "Essa ação é resultado de uma movimentação da oposição, que está tentando antecipar as eleições", afirmou Juvenil. Ele encerrou a nota dizendo: "Nem o Tribunal de Contas avaliou isso ainda e se existe algo sobre o que tenho segurança é minha honestidade."

Grupo defende implantação de política pública para os animais


José Antonio Rosa
joseantonio.rosa@jcruzeiro.com.br


Aumento de penas para quem comete crime de maus-tratos contra animais, fim da prática da eutanásia e prioridade de tratamento para a leishmaniose, criação e instalação do Hospital Veterinário Público: essas são algumas das reivindicações encampadas por ativistas que neste domingo (26) realizaram no Parque Carlos Alberto de Souza a Marcha da Defesa Animal.

A atividade teve lugar em várias regiões do País e tem como objetivo conscientizar a sociedade para a importância da causa. O movimento quer que a questão seja tratada como política pública e quer envolver setores da administração. Entre as dificuldades enfrentadas pelos militantes está, conforme disseram, o não funcionamento no município da delegacia especializada em crimes dessa natureza.

Hoje em Sorocaba, afirmou Monica Gabriel, conhecida como "Monica Amiga dos Animais", não se sabe exatamente à qual unidade policial recorrer para o registro de denúncias que envolvam maus-tratos aos animais. Além disso, o serviço de zoonoses da Secretaria da Saúde, ainda de acordo com os denunciantes, não dá conta de atender às ocorrências de animais abandonados e sujeito a sofrimento.

O movimento aguarda o agendamento na Câmara de audiência pública não apenas para discutir como principalmente para encaminhar alternativas que resolvam a demanda. Quem quiser apoiar e aderir à mobilização pode assinar a petição, buscando pelas palavras defesa animal.

Motorista sem carta mata homem na saída de balada

Motorista sem carta atropela e mata um homem na saída de balada na zona oeste

Dante Ferrasoli

do Agora
Um motorista sem habilitação e que admitiu à polícia ter ingerido bebidas alcoólicas causou um acidente que deixou um morto, na manhã de ontem, na rua Olga, na Barra Funda (zona oeste de São Paulo), na esquina da casa noturna D-Edge.
Segundo uma testemunha, passava das 11h30 quando um Pajero TR4 cinza desceu a rua de marcha a ré e em zigue-zague, invadiu a calçada e atingiu um banco onde estavam o "personal trainer" Cristiano Stridelli, 41 anos, e três amigos dele.
As outras vítimas tiveram leves ferimentos, mas Stridelli foi arrastado pelo veículo e morreu na calçada.
Ele havia saído da boate, onde acontecia uma festa que teve início às 5h.
Resposta
Os dois suspeitos não quiseram se manifestar no local do acidente, apesar de abordados pela reportagem.
Também não informaram se tinham indicado advogados.
Até a conclusão desta edição, a polícia não havia disponibilizado o boletim de ocorrência e nenhum advogado havia se apresentado na delegacia responsável pelas investigações do crime.
O motorista pode responder por embriaguez ao volante e homicídio.
O outro homem também pode ser indiciado por emprestar o carro para um não habilitado.

Bebê é maior vítima de vírus que causa doença respiratória

Bárbara Souza

do Agora
Outubro é o período de maior circulação do VSR (vírus sincicial respiratório) nas regiões Sul e Sudeste do Brasil, a principal causa de doenças respiratórias e internação de prematuros e de crianças com problemas cardíacos ou respiratórios.
Ele pode levar pacientes à morte.
Para esse grupo, existe vacina disponível no sistema público de saúde.
Mas o vírus também pode afetar crianças maiores e adultos, mas com sintomas menos graves.
Para esses, não há vacina.
"Em pessoas e crianças com condições normais de saúde, a infecção por VSR pode se apresentar apenas como sintomas de um resfriado forte", explica o pediatra Felipe Lora, do Hospital Sabará.

Dupla põe fogo em ônibus na avenida 9 de julho

Julia Couto

do Agora
Um ônibus foi incendiado, na madrugada de ontem, na avenida Nove de Julho, embaixo do viaduto Julio de Mesquita Filho (região central de SP).
No momento do crime, havia 40 passageiros no coletivo.
O motorista sofreu queimaduras leves.
Dois homens entraram no ônibus, por volta das 3h, após darem sinal ao motorista.
Quando entraram, exigiram que os passageiros descessem.
Jogaram combustível no veículo e atearam fogo.
Fugiram logo depois.
O condutor do veículo, de 31 anos, teve os cabelos chamuscados pelo fogo.
O rosto do cobrador, de 30 anos, foi atingido pelo combustível lançado pelos dois homens.
Ambos foram levados a um hospital da região e liberados após atendimento.

Com 222 mil casos, dengue bate recorde no Estado de SP

Folha de S.Paulo

O número de casos confirmados de dengue no Estado de São Paulo, até o dia 22 de abril, é o maior já registrado na série histórica disponível, iniciada em 1986.
São 222.044 vítimas da doença em 645 cidades, segundo o último boletim do Centro de Vigilância Epidemiológica estadual, órgão que tabula os resultados, divulgado no final de semana.
O recorde de contaminados pela doença era de 2013, quando 209.052 pessoas se infectaram durante o ano em todo o Estado.
Em 2014, foram 204.236 confirmações.

Elevador quebrado dificulta vida de deficientes no metrô

Entradas da estação Clinicas, da linha verde do Metro, não têm acessibilidade para cadeirantes

Stephane Sena

do Agora
Elevadores quebrados e muitos lances de escada são os principais obstáculos para pessoas com mobilidade reduzida que precisam usar o Metrô de São Paulo todos os dias.
Esses problemas foram identificados pelo Vigilante Agora, que percorreu 25 estações em cinco linhas na semana passada para avaliar a facilidade de acesso às pessoas com deficiência.
Na estação Alto do Ipiranga (zona sul), onde é preciso descer quatro lances de escada até a plataforma, há elevador, mas a reportagem o encontrou quebrado no dia 22 de abril.
Outros elevadores também estavam sem funcionar durante visita do Agora.
Isso aconteceu nas estações República (centro), Consolação (zona oeste) e Largo Treze (zona sul).
Resposta
O Metrô afirmou, em nota, que todas as estações são acessíveis e que seus funcionários são treinados para atender e acompanhar as pessoas com deficiência.
A empresa disse que elevadores e escadas que não estavam funcionando durante a visita da reportagem passavam por manutenção preventiva, que já foi finalizada.
Sobre o desnível entre os vagões e as plataformas, o Metrô diz que foi desenvolvida uma rampa de acesso que elimina o problema.
"Ela estará disponível nos locais necessários", acrescenta.
As estações onde só há elevador ou rampa em uma das saídas, segundo o Metrô, atendem a saída onde há mais passagem de usuários.
Sobre a reclamação do passageiro cego, a empresa diz que qualquer desvio de conduta comunicado formalmente "será tratado administrativamente".
Já sobre a falta de piso tátil até os sanitários da estação Campo Limpo, o Metrô diz que os usuários podem solicitar acompanhamento.
Responsável pela linha amarela, a ViaQuatro afirmou que os banheiros são lavados duas vezes ao dia, mas que intensificará "a orientação a suas equipes de higiene e limpeza."

Haddad quer privatizar metade da área do Anhembi

Folha de S.Paulo

O governo Haddad vai privatizar o Anhembi.
A Prefeitura de São Paulo lança nesta semana um chamamento para que as empresas interessadas apresentem propostas para exploração do maior centro de convenções da América Latina.
A área total do parque do Anhembi é de 400 mil metros quadrados, sendo 220 mil metros quadrados passíveis de exploração pela iniciativa privada.
O projeto não inclui o Sambódromo.
A prefeitura calcula arrecadar no mínimo R$ 1,5 bilhão com o "aluguel" do pavilhão de exposições e do terreno ao seu redor.
Em troca do direito de exploração do Anhembi, a iniciativa privada deverá modernizar suas instalações e construir dois novos edifícios.

Laboratório usa plantas da Amazônia para desenvolver substâncias contra malária

  • 26/04/2015 17h05
  • Brasília
Andreia Verdélio - Repórter da Agência Brasil Edição: Denise Griesinger
As pesquisas para o desenvolvimento de medicamentos contra a malária a partir de substâncias extraídas de plantas da Amazônia brasileira estão avançadas. Os pesquisadores do Laboratório de Princípios Ativos da Amazônia (Lapaam), que faz parte do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), dispõem de em torno de seis substâncias isoladas bem caracterizadas, capazes de matar os parasitas da malária.
A informação é do farmacêutico Luiz Francisco Rocha, responsável pela área de farmacologia do Lapaam. Um artigo com os resultados recentes das pesquisas do laboratório foi aceito para publicação na Antimicrobial Agents and Chemotherapy, uma revista de prestígio no meio científico, em biotecnologia, farmácia e química.
Rocha conta que, desde 2000, o professor e pesquisador Adrian Martin Pohlit, coordenador do laboratório, se propôs a estudar as plantas que os moradores utilizavam contra a malária. Das cerca de 40 espécies encontradas, 15 substâncias bioativas foram isoladas e seus efeitos são pesquisados pelo Lapaam. “Selecionado um grupo de plantas, foram preparados extratos vegetais, analisados quimicamente, e depois fizemos estudos farmacológicos. Porque uma coisa é a população utilizar e dizer que é eficaz, e outra é isolar o princípio ativo e mostrar que tem atividade. Nós conseguimos isso”, disse Rocha.
O Laboratório de Malária e Dengue do Inpa também atua nas pesquisas, em parceria com a Fundação de Medicina Tropical do Amazonas.
Entre as substâncias mais promissoras está o 4-nerolidilcatecol (4-NC), extraído da Piper peltatum, uma planta medicinal popularmente conhecida como caapeba-do-norte ou pariparoba. Seu chá é utilizado no tratamento da malária, dificuldades de digestão, infecções no sistema urinário, febre e picadas de inseto, entre outras aplicações.
Segundo Rocha, não é possível precisar quando o medicamento estará disponível, o que também depende do interesse da indústria farmacêutica, mas várias etapas importantes já foram cumpridas. “Para o desenvolvimento de drogas, é necessário testar in vitro nos parasitas, depois em animais, analisamos a toxidade, e todos esses testes já foram feitos. A substância não é tóxica para as pessoas só mata o parasita”, explicou.
A malária é uma doença infecciosa febril aguda, causada por protozoários parasitas do gêneroPlasmodium, transmitidos pela fêmea infectada do mosquito Anopheles e apresenta cura se for tratada de forma correta e a tempo. Os parasitas se depositam no fígado da pessoa infectada, onde amadurecem e se reproduzem. A doença pode evoluir para a forma grave e até matar.
A maioria dos casos de malária se concentra na região amazônica, área endêmica para a doença. Nas demais regiões, apesar das poucas notificações, segundo o Ministério da Saúde, a doença não pode ser negligenciada, pois se observa uma letalidade maior que na Amazônia.
Para o farmacêutico do Lapaam, os resultados obtidos são importante pois mostram o potencial farmacológico da região e a possibilidade de utilizar os recursos naturais de forma sustentável, agregando valor à floresta, além de dar visibilidade à pesquisa na região, que é tão escassa de recursos.
O Lapaam também pesquisa o potencial antimalárico em plantas como a carapanaúba (Aspidosperma vargasii), a caferana (Picrolemma sprucei), a acariquara vermelha (Minquartia guianensis) e a andiroba (Carapa guianensis).
O farmacêutico Luiz Francisco Rocha conta ainda que, recentemente, o laboratório começou a avaliar a ação das substâncias também para a prevenção da malária.

Especialistas divergem sobre estratégia de recuperação da Petrobras

  • 27/04/2015 06h34
  • Brasília
Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil Edição: Talita Cavalcante
Depois de divulgar prejuízo de R$ 21,6 bilhões em 2014 e perdas de R$ 6,2 bilhões com a corrupção e de R$ 44,6 bilhões com a má gestão de projetos, a Petrobras virou a página e iniciou uma nova era, segundo a presidenta Dilma Rousseff. Especialistas ouvidos pela Agência Brasil concordam que a empresa tem um grande desafio para retomar a rotina e superar as questões ligadas à Operação Lava Jato. Eles, no entanto, dividem-se em relação à melhor estratégia para a estatal se recuperar.
Rio de Janeiro - Sede da Petrobras (Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Especialistas afirmam que a estatal tem um grande desafio para retomar a rotina e superar as questões ligadas à Lava JatoTânia Rêgo/Agência Brasil
O principal ponto da divergência diz respeito ao papel da Petrobras como indutora de investimentos no Brasil. De um lado, está a necessidade de reduzir o endividamento da companhia, com abandono de empreendimentos e eventual aumento no preço dos combustíveis. De outro lado, há quem defenda a diversificação da atuação da empresa, com a reativação de projetos de refinarias. Nesse modelo, haveria forte presença do Estado na empresa, mas a administração estaria desvinculada de partidos políticos.
O economista Adriano Pires, diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura, considera o principal desafio da Petrobras superar o endividamento de R$ 351 bilhões, que ultrapassa o valor de mercado da companhia, R$ 172 bilhões. Caso a empresa fosse vendida hoje pelo valor de mercado, o montante arrecadado seria insuficiente para cobrir metade da dívida total. Para ele, a companhia não tem saída a não ser promover novos aumentos da gasolina e do diesel para recompor as contas.

Segundo ele, mesmo com a queda do barril de petróleo no mercado internacional, a estatal precisa aumentar os preços no mercado interno. “O reajuste da gasolina e do diesel, no início do ano, ocorreram por causa do aumento de impostos”, lembrou, ao acrescentar que a Petrobras não foi beneficiada. Ele considera inevitável que a estatal corte projetos para ajustar as contas e melhorar a gestão. “Os erros de projetos que levaram à perda de R$ 44,6 bilhões são mais graves que a corrupção, que desperdiçou R$ 6,2 bilhões.”
“A divulgação do balanço pode até melhorar as expectativas no curto prazo, mas, no médio e no longo prazos, o que interessa é o endividamento da empresa. Para reverter o quadro precário, a empresa precisa promover um tarifaço semelhante ao do setor elétrico e reajustar os combustíveis nas refinarias”, diz Adriano Pires.
Consultor Legislativo da Câmara dos Deputados e autor de vários estudos sobre o setor de gás e de petróleo, Paulo César Lima tem opinião diferente. Para ele, o cancelamento de projetos de refinarias e a especialização da companhia na extração de petróleo reduzirão a importância da companhia e prejudicarão o país no médio prazo. “A empresa enveredou pelo caminho do mercado. Não precisa investir nada em refino e certamente vai voltar a lucrar explorando as melhores áreas do pré-sal. Mas, para o país, esse é o pior cenário possível.”
Segundo o consultor, a falta de investimentos em refinaria manterá a dependência do Brasil em relação aos combustíveis importados, agravando um dos principais gargalos do mercado nacional de petróleo e derivados. Apesar de autossuficiente em petróleo, o Brasil precisa exportar o óleo pesado e importar a maior parte da gasolina e do diesel consumidos no país por causa da falta de refinarias.
“A companhia precisava de uma forte presença do Estado, desvinculada de partidos políticos, para manter os investimentos em infraestrutura no país e não se comportar como uma petroleira privada”, ressalta Lima. Esse modelo, diz, é aplicado com sucesso na Noruega. “Até os Estados Unidos exigem que o petróleo retirado no país seja refinado antes de ser exportado. O Brasil exporta quase todo o petróleo sem refiná-lo.”
Outro ponto questionado pelo consultor diz respeito à metodologia aplicada na contabilidade da Petrobras. Segundo ele, os cerca de 46 bilhões de barris de petróleo arrematados pela estatal no modelo de concessão (fora da área do pré-sal) precisariam entrar no balanço da companhia. “O direito de exploração desses barris aumentaria os ativos da Petrobras em pelo menos R$ 750 bilhões, suficiente para compensar o prejuízo e as perdas divulgadas no balanço.”