terça-feira, 8 de maio de 2012

Ex-juiz é preso sob suspeita de abusar de criança em Minas


Folha.com

Belo Horizonte - Um advogado e ex-juiz de 65 anos foi preso em Belo Horizonte (MG) anteontem por suspeita de abusar sexualmente de um menino de 11 anos.
Após uma informação anônima, policiais contam que foram até a casa do ex-juiz Mário José Pinto da Rocha, e que ele negou que a criança estivesse lá --mas o garoto estava sob a cama dele.
Segundo a polícia, o menino mora com uma avó, mas passa a maior parte do tempo vigiando carros na região.
A delegada Andrea Aparecida Alves Cunha, da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente, diz que o menino confirmou, em depoimento, ter sofrido abuso.
"Não foi a primeira vez que o menino foi à casa. Ele contou que recebia até R$ 15 para manter relações com o ex-juiz. A criança contou que eles fizeram sexo pouco antes de a polícia chegar", disse.
A criança foi levada ao Conselho Tutelar. A avó prestou depoimento. A Justiça definirá o destino do garoto.
O suspeito já havia sido preso duas vezes por atentado violento ao pudor e será indiciado sob suspeita de estupro de vulnerável, diz a polícia. Segundo o Tribunal de Justiça de Minas Gerais, Rocha deixou a magistratura em maio de 2003.
Resposta
O nome do advogado do suspeito não foi divulgado. Ao telejornal "Bom Dia MG", da TV Globo, o ex-juiz negou as acusações e disse que a criança entrou por conta própria no apartamento.
"Ele tocou a campainha e perguntou se eu tinha alguma coisa para dar pra ele. Eu falei que não. Mas ele já trabalhou pra mim antes descarregando livro do carro.
Ao ser perguntado porque o menino estava embaixo da sua cama, Rocha disse: "Ele correu".

Nenhum comentário:

Postar um comentário