domingo, 9 de abril de 2017

Pauline Santos:meu presente de aniversário foi conversar com Lula

Pauline Morena Minetti Santos adicionou 11 novas fotos.
Bom dia!!!!
Acordei muito mais feliz que em qualquer outro dia. Feliz pela quantidade de energia boa que recebi das pessoas que me amam. Obrigada gente, de coração. Mas eu preciso falar do meu dia de ontem.
Todo mundo sabe do tamanho carinho, respeito e admiração que eu tenho pelo Lula, eu nunca fiz e nunca farei questão de esconder. Esse sentimento bonito nasceu em meados do ano de 1989 quando eu tinha 8 aninhos. Lembro do quanto sofri quando o vi perder a eleição pro Collor.
Eu era uma criança, mas tudo aquilo me encantava, aquela disputa, os ideais... e eu nem entendia muito bem ainda, mas a partir dali passei a seguir os passos do Lula. Suas campanhas, livros e matérias sobre ele ...minha admiração só aumentava.
Fiz muita boca de urna pro Lula, mas muita mesmo. E faria novamente se assim fosse permitido.
Pois bem, vamos voltar ao dia de ontem.
Eu sempre ligo no Instituto Lula e encho o saco das meninas pedindo pra conhecê-lo e elas sempre muito gentilmente me explicam da dificuldade disso por causa da agenda dele, mas eu nunca desisti.
Aproveitando que era meu aniversário, pensei: vou tentar de novo. Liguei, expliquei o meu amor e disse que queria apenas dar um abraço, coisa muito rápida e que eu gostaria de me dar esse presente. Me passaram para a secretária pessoal dele. Contei tudo de novo e ela me disse: “Pauline, vou ligar para o Presidente e explicar a situação, se ele permitir e a agenda também, verei o que posso fazer.”
Pronto. A partir dali comecei a enlouquecer e a enlouquecer o Junior...rs.
Eu vivia dizendo pro Junior que eu tinha esse sonho de sentar e conversar 5 minutinhos que fosse com o Lula, que isso pra mim não teria preço.
Fiquei apreensiva aguardando a Claudia me ligar, quando de repente meu celular tocou, era do Instituto. Voltei a enlouquecer quando ela me disse: “ Pauline, vc pode vir aqui as 14:30h, o Presidente vai te receber.” Eu nem sei explicar o que eu senti naquela hora e nunca demorou tanto pra chegar 14:30h.
Claaaaaaaro cheguei lá bem antes. Eu, o Ju e a Manuzinha.
As pessoas do Instituto super simples, educadas e carinhosas...desde a recepcionista e a senhora do café, até o Rui Falcão e outros políticos que lá estavam. Todos reflexos do Lula, o que entenderíamos mais a frente. Fomos muito bem tratados.
O Presidente estava em reunião, aguardamos um pouco quando nos chamaram. Eu tremia muito, estava muito emocionada com tudo aquilo e fiquei mais ainda quando o vi aguardando no topo de uma escada.
Fui recebida por ele com um abraço forte, cheio de carinho e ternura, daqueles que ganhamos dos nossos pais e avós.
Confesso que achei que entraríamos, trocaríamos algumas palavras e iríamos embora, o que já me deixaria muito satisfeita. Mas não. Ele nos chamou para entrar numa sala, nos serviu água e café e começamos um bate papo DELICIOSO!
Falamos sobre política, sociedade, estudos, família, crenças, economia....e sobre Dona Marisa.
Dona Marisa completaria 67 anos na data de hoje e o presidente estava visivelmente emocionado por isso, o que também me emocionou, claro, Mexeu com Lula, mexeu comigo.
Eu dei muitos abraços nele todos retribuídos carinhosamente. Ele perguntou muita coisa sobre meu dia a dia, do Ju e bateu o maior papo com a Manu.
Conversamos por mais de uma hora e um trecho dessa conversa reforçou tudo que penso e sinto por ele. Eu comentei sobre a ingratidão de parte do povo quanto ao seu governo e o PT, quando ele me disse o seguinte: “companheira, a mídia trabalha insistentemente para gerar essa minha imagem e do PT na mente do povo e o povo não por maldade, mas por falta de acesso a informação correta, fala o que não sabe. Meu governo trabalhou para aqueles que precisam de governo. Quando alguém tem estudo completo, e todo o básico, pode caminhar com as próprias pernas. O governo precisa olhar pra aqueles que não têm o mínimo.”
Sim, eu estou mais encantada por ele. Sim, a generosidade dele não tem tamanho. E sim, a humanidade dele me emocionou.
A Manuzinha se sentiu em casa, disse que sabia quem ele era: “é o Lula lá, amigo da minha mãe” e eu com certeza farei com que ela tenha por ele a gratidão que eu tenho, quando lá na frente ao estudar sobre grandes líderes da história, ela o reencontrar.
Por fim, disse a ele o que queria ter dito no enterro da Dona Marisa e falo em prece toda noite: que independente do que aconteça no mundo, ele sempre terá as minhas vibrações de amor, proteção e luz. Ganhei mais um abraço, forte, gostoso. Ele me pediu que cuidasse da Manu e ensinasse a ela sobre política e humanidade.
E disse ao Junior pra cuidar de mim, pois ele tinha uma jóia em casa.
Eu me senti, ganhei o melhor presente da vida e saí de lá maior do que entrei.
Obrigada meu querido, todo amor do meu coração pra você!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário