sexta-feira, 21 de julho de 2017

O sumiço do sarau do sétimo dia da mídia, mas não das redes sociais


Olhando os jornais de uma  certa cidade fiquei admirado com o comportamento da mídia local.
Soube que na última segunda feira pelo menos 100 pessoas  foram a Câmara Municipal desta cidade fazer um sarau-protesto.  Esse, intitulado de Sarau de Sétimo Dia, homenagem póstuma à cultura falecida na semana anterior.
O jornal que se preocupa com a economia deu capa do enterro e agora sequer uma mísera linhazinha… ??!!
 O outro veículo, fundado no dia do trabalhador, que sempre teve posições democráticas publicou uma pequena nota sobre o enterro, mas também nada falou sobre a missa de sétimo dia…
O mais estranho disso tudo,  é que o fato foi noticia em blog da cidade, redes sociais,  jornal virtual “jornalistas livres” e até no  jornal de uma grande cidade vizinha.
Fica a pergunta: para saber o que ocorre nessa cidade deve-se então ler o noticiário de outra cidade ?
Os jornais desta tal cidade, repercutiram fortemente a pauta governamental com o prefeito falando sobre as vitorias de sua gestão.
 Mas na entrevista, curiosamente, nenhuma pergunta  sobre o enterro e a missa de sétimo dia da cultura ??  Devia ser bem desimportante essa tal …
Soube dos muitos recursos que vieram ou estão por vir... Propaganda política antecipada pra governador que quer ser presidente ?
E assim, passam-se os dias nessa tal cidade…
A mídia escondendo o que não interessa e falando do que realmente LHES interressa...
Mas o pior cego é aquele que … ?
Deste modo, as novidades (mas não muito…) são:
artistas invisíveis, estudantes  invisíveis,  pobres invisíveis, os não-gente-de-quem invisíveis…
fantasmas estes que habitam esta certa cidade ! …
Pobre cidade…
Dando adeus à alegria do artista, escondendo o riso dos estudantes …
Vivendo à espera da Maria Fumaça  de dois  milhões…
 E por falar…Sinais de fumaça trazem noticia. Mais que os meios de descomunicação dessa tal cidade!
Parece miragem… será real ?

Um  movimento de pessoas esclarecidas que lutam pelo bem comum …

Quem viu ?

Nenhum comentário:

Postar um comentário