sexta-feira, 12 de maio de 2017

Morre Antonio Candido aos 98 anos


Crítico literário e intelectual foi pensador fundamental do Brasil no século 20
Ubiratan Brasil, Guilherme Sobota, O Estado de S. Paulo
12 Maio 2017 | 09h44
(atualizado às 10h29) O crítico literário e sociólogo Antonio Candido, dono de uma das obras mais fundamentais da intelectualidade brasileira, morreu aos 98 anos.
Ele estava internado no Hospital Alberto Einstein, em São Paulo, com problemas no intestino, de acordo com Edla Van Steen. O velório será no próprio hospital (Av. Albert Einstein, 627 - Morumbi, São Paulo), das 9h às 17h.
Autor de livros fundamentais como Introdução ao Método Crítico de Silvio Romero (1944), Formação da Literatura Brasileira (1959), Literatura e Sociedade (1965), entre muitos outros, Candido formou uma maneira de pensar a literatura brasileira que influenciou toda a crítica literária do País desde então.
Em 1956, ele criou o Suplemento Literário de O Estado de S. Paulo, caderno que se tornou paradigma do jornalismo cultural no Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário