quinta-feira, 15 de junho de 2017

Estação de Tratamento de Esgoto de São Roque será entregue com 3 anos e 4 meses de atraso. A culpa é do Alckmin?


Tucanistão: Atraso de 1215 dias na  obra....Esta a verdeira eficiência do governo de Alckmin?
Nesta semana o governador Alckmin anunciou com pompa que até setembro deste ano a Estação de Tratamento de Esgoto de São Roque finalmente estará concluída.
O governador sempre se esquece dos prazos, mas vamos ajudar a lembrar.
O contrato foi feito por R$ 37,7 milhões, reproduzido abaixo, e como se verifica teria de ser entregue até maio de 2014, o último aditivo que foi divulgado mencionava que a obra seria entregue no final de 2016, mas houve um atraso de 9 meses.
Atraso em obras no governo  Alckmin é a coisa mais corriqueira, neste caso não podia fugir a regra e a obra demorou 3 anos e quatro a mais que o previsto ou 1215 dias a mais. 
Com certeza esta é mais um grande sinal de eficiência da gestão tucana no Tucanistão.

  
EXTRATO DE CONTRATO
CT 24.567/11 - Execução das Obras do Sistema de Esgoto Sanitário do Município de São Roque – SES de São Roque; Compreendendo Execução das Obras de Implantação de Coletores Troncos, Interceptores, Estações Elevatórias de Esgoto, Linhas de Recalques, Emissários, Interligações e Estação de Tratamento de Esgoto; no Âmbito da Coordenadoria de Empreendimentos Nordeste RED,para a Unidade de Negócios Médio Tietê – RM – R$ 37.775.000,00 - Data de Assinatura: 11/01/2012 – CONSÓRCIO CRISCIUMA/CAPPELLANO – 900 dias - CPnº de Licitantes 14. Itatiba 12/01/2012 – A DIRETORIA.


Veja abaixo: matéria do site da prefeitura de São Roque sobre o anúncio do Governador.

Sabesp anuncia que ETE/São Roque entrará em operação nos próximos 90 dias
Para comemorar o Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado na segunda-feira (5), o prefeito Claudio Góes, participou ao lado do governador, Geraldo Alckmin, da soltura de   cerca de 10 mil alevinos, peixes recém-nascidos, no rio Sorocaba, na cidade de Laranjal Paulista. Na oportunidade também foi inaugurada oficialmente a estação de Tratamento de esgotos Pau D´Alho, em Boituva.
O evento que simboliza os resultados dos investimentos nos últimos seis anos para a melhora de 42 rios e córregos na região chamada de Médio Tietê por contemplar as cidades no trecho intermediário do rio, entre a nascente, na Grande São Paulo, e a foz, na divisa com Mato Grosso do Sul.
O diretor de Sistemas Regionais da SABESP, Luiz Paulo de Almeida, informou ao governador e ao prefeito Claudio Góes, que a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de São Roque deverá ser inaugurada no prazo de 60 dias, com um investimento de 62 milhões, sendo que o rio Guaçu e Ribeirão Mombaça, serão beneficiados com a despoluição.
Já a estação de Tratamento de Esgoto do Bairro do Carmo, com investimento de R$ 504 mil, está concluída, operando em fase de testes e analise, e deverá entrar em operação definitiva nos próximos 60 dias.
“Estamos comemorando o Dia do Meio Ambiente, com três importantes iniciativas. A primeira é tratar o esgoto e despoluir os nossos rios. Nós entregamos 27 estações novas e quatro estão em obras. 31 estações de esgoto só aqui na região de Sorocaba e do Médio Tiete. Em todo o Estado, 113 estações de tratamento. A segunda medida é mata ciliar. Nós precisamos recompor as matas ciliares na beira dos rios e proteger as nascentes. Nossa meta é 8 milhões de mudas nativas. Só aqui na região, a Sabesp plantou 90 mil”, explicou o governador.
“Para São Roque recebo uma grande notícia, pois a partir da inauguração da ETE, passaremos a ter cerca de 63% de nosso esgoto tratado, e com as outras obras em andamento chegaremos aos 90%, melhorando a qualidade de vida e saúde da população”, afirmou Claudio Góes.
Entre 2011 e 2017, a Sabesp investiu R$ 233 milhões em cerca de 30 obras, que evitam o descarte de 14 mil toneladas por ano de esgoto in natura em rios como Sorocaba, Piracicaba e Tietê. Essa ação melhora a qualidade das águas e têm consequências diretas na fauna, flora e na saúde da população.
Na região, a meta é elevar o índice de tratamento de esgotos nas sedes dos municípios dos atuais 84% para 100%, ou seja, mais de 800 mil habitantes serão atendidos com serviços de saneamento universalizados: 100% de abastecimento com água de qualidade, 100% de coleta de esgotos e 100% dos efluentes coletados tratados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário