quarta-feira, 19 de julho de 2017

Artistas de São Roque protestam contra corte na verba da cultura


Cruzeiro Do Sul

 

   





Artistas e integrantes do movimento estudantil de São Roque realizaram um protesto na noite de segunda-feira (17) contra o corte de 50% na verba para a cultura no orçamento do município dos próximos anos. Conforme o projeto de lei do Plano Plurianual (PPA), elaborado pelo Executivo e aprovado pela Câmara Municipal, o montante reservado para a cultura, que atualmente é de R$ 360 mil, o equivalente a 0,50% do orçamento, passará a representar 0,22% no ano que vem.

Uma emenda apresentada pelo vereador Guto Issa chegou a propor o mínimo de 0,70%, com aumento escalonado até chegar a 1% em 2021, mas foi rejeitada pela maioria da Câmara. "Esse protesto foi em razão do descontentamento duplo. Pela prefeitura, pelo corte dos recursos, e pela decisão dos vereadores, que poderiam reparar a perda mas não o fizeram", disse Pedro Cuba dos Santos Mamede, presidente do Fórum Permanente de Cultura de São Roque.

A prefeitura de São Roque, por meio de sua assessoria de imprensa, foi procurada para falar do orçamento da cultura nos próximos anos. Conforme solicitado, as questões foram enviadas por e-mail, mas não houve retorno com as respostas até o fechamento desta edição.

O ato ocorreu em frente à Câmara Municipal e, de acordo com os organizadores, reuniu cerca de 100 pessoas. O protesto contou com apresentações de música, dança, performance e leitura de poemas. Intitulado "Sarau de sétimo dia", o evento fez alusão à decisão da maioria da câmara, que rejeitou uma emenda que propunha a manutenção dos 0,70% do orçamento da cultura, com crescimento escalonado até chegar a 1%, conforme prevê o Plano Municipal de Cultura. "A gente denominou de Sarau do Sétimo Dia porque a prefeitura e a câmara mataram a cultura da cidade", comentou Leo Paiva Lopes, integrante da União Regional dos Estudantes (URE), que foi a realizadora do protesto.

De acordo com Pedro Cuba, artistas e produtores culturais locais vão continuar realizando manifestações para protestar contra a redução de investimentos no setor. "O PPA sinaliza a intenção, mas nós, artistas e membros do Fórum, vamos pressionar até o final do ano, que é quando será votada a LOA [Lei de Orçamento Anual] do ano que vem", completou. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário